Ana Cora Lima
Reportar erro
Exclusivo

Ex de Anitta, Gabriel David afirma não se importar com fama repentina: "Não ligo"

Solteiro, o rapaz descarta relação com Giovanna Lancellotti

Gabriel David posado em frente à bandeira da Beija-flor
Ex de Anitta, Gabriel David afirma não se importar com fama repentina - Foto: Reprodução
Ana Cora Lima

Publicado em 18/07/2021 às 07:00:09,
atualizado em 18/07/2021 às 10:13:12

Ele tem sobrenome David e sua ligação com o samba já está no DNA, mas nem o próprio Gabriel sabe explicar essa paixão e essa vontade de  sempre se envolver diretamente no Carnaval do Rio. Foi assim com a Beija-Flor e agora como diretor de marketing da Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. Sim. Gabriel deixou a azul e branco de Nilópolis para assumir um cargo na organização que define as diretrizes  das agremiações e os desfiles dos grupos especiais. "Eu quis sair porque na minha cabeça não fazia sentido. Seria um conflito de interesse" , assume o rapaz que, de tanto questionar e pedir mudanças na Liesa, resolveu entrar. "Quero poder ajudar todas as escolas"

Gabriel não recebe um centavo no novo 'emprego', mas precisa correr de um lado para outro a fim de comandar seus outros negócios. Administrador nato, fala de gestão, expansão de mercado,  valorização de marcas e empreendedorismo com propriedade de quem estudou (e ainda estuda) sobre o assunto. E pensar que ele foi 'um moleque muito bagunceiro'. Só que as 16 anos virou a chavinha e passou a se interessar pelos 'assuntos mais sérios'.

Tímido à princípio, ele se solta a medida que vai sentindo mais confiança durante a conversa. Pede por favor, presta atenção a todos detalhes em sua volta e quando não entende não vê o menor problema de assumir a 'falha'. Preocupado com quem o cerca, Gabriel  revela que quer ser pai e ter a sua própria família e  jura que procurar levar numa boa o assédio e a curiosidade sobre a sua vida desde que namorou o furacão Anitta, no início do ano passado. Ah e ele  jurou de pés juntos que não está namorando Giovanna Lancellotti, mas essa jornalista acha que ele cruzou os dedos por debaixo da mesa.

Gabriel David - O líder da renovação do carnaval carioca

Ex de Anitta, Gabriel David afirma não se importar com fama repentina: \"Não ligo\"

A primeira pergunta não poderia ser outra: vai ter Carnaval em 2022?

Gabriel David - Eu espero que sim. Acredito que sim diante do cenário que, hoje, nós temos e se Deus quiser não teremos mais obstáculos.

Por que você decidiu entrar na Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro) como diretor de marketing se a sua trajetória no Carnaval está ligada a Beija-Flor?

Gabriel David - Eu já vinha há alguns anos pautando assuntos  dentro da Liga, que eu na Beija-Flor percebia e não concordava. Eu levantava questionamentos que poderiam ser feitos para todas as escolas e eu via que precisava de uma mudança, de propor mudanças e aí quando eu vi que tinha um grupo querendo mudar, eu me coloquei à disposição. Entendi que seria benéfico para todas as escolas e decidi participar.

A Globo é parceira dos desfiles das escolas durante há anos, mas a cada ano o Carnaval ganha menos destaque na programação nacional. Quais pontos no atual contrato com a emissora precisam ser renegociados pensando na modernização das transmissões?

Gabriel David - A parte técnica das transmissões não cabe a Liga, cabe à Globo e quando ela compra os direitos da transmissão, a emissora sabe como ela vai transmitir. Fazer com que o produto vire uma coisa televisiva é 100% um trabalho dela, da Globo. Mas, o que a gente está fazendo com a Globo é melhorar a nossa relação e nossa interlocução para fomentar o desfile principal. Estamos buscando, ao longo deste ano, algumas interações com o público e com os amantes do samba para realmente evoluir e buscar formas mais eficazes para o desfile de fevereiro

O Brasil é considerado o país do futebol e do samba, mas não tem nenhum canal na TV paga sobre Carnaval nem está presente no streaming. Por quê? Já pensou nesse caminho para arrecadar fundos para as agremiações?

Gabriel David - Olha, sinceramente eu não consigo ver isso como algo rentável. Pelo contrário. Seria um custo absurdo, um custo giga em um momento que a Liga e as escolas estão quebradas. Todo mundo destruído em meio de uma pandemia com praticamente dois anos sem Carnaval, sem receita e eu não consigo ver isso diferente do que já se tem hoje. Nós temos diversos canais de comunicação que são exclusivos de Carnaval. Não vejo uma TV fechada de Carnaval.

E você está acompanhando como a Beija-Flor tem se virado nesse momento difícil?

Gabriel David - Eu não estou mais na Beija-Flor. Eu não tive que sair da escola para entrar na Liga. Eu quis sair porque na minha cabeça não fazia sentido. Seria um conflito de interesse e eu resolvi me distanciar. Não tinha nada que me impedia de ficar nos dois, outras pessoas fizeram isso, mas eu optei não fazer e eu estou 100% focado na Liga. O que eu posso dizer é que a Beija-Flor mesmo nesse momento de incerteza, no geral, ela vai bem e tem também  várias pessoas competentes para tocar ali.  Não só a Beija-Flor como todas as outras escolas estão passando por dificuldades e eu sei porque eu estou na Liga. As escolas estão há mais de um ano sem nenhuma receita e como qualquer organização ficar tanto tempo sem receita, não tem como se manter.

Você é muito novo, tem só 24 anos e  como é que você acabou se virando um empresário, um gestor e um empreendedor quase que sênior?

Gabriel David - Eu fiz Administração e fiz vários cursos de empreendedorismo, de negócios  e de entretenimento no Brasil e lá fora também até mesmo antes de entrar na faculdade. Sempre foi uma área que me interessava. Já Carnaval é paixão. Quando você consegue trabalhar com aquilo que você é apaixonado não tem preço e isso acaba vindo para mim de alguma forma.

 Você sempre foi apaixonado por samba...

Gabriel David - Sempre. Eu transito na Liga desde que eu  me conheço por gente. Na Beija-Flor, então nem se fala. Meu pai sempre me levou e me deu a oportunidade estar no meio do Carnaval  e das escolas de samba. Sempre fui de frequentar a quadra, ir aos ensaios, ir aos barracões e eu fui tomando gosto. É algo que eu não sei explicar. O meu mundo é aquilo ali. Ninguém vai ficar rico trabalhando com Carnaval. Quem trabalha com Carnaval, trabalha por amor, trabalha em prol da cultura do país.

Você vive no samba, mas de verdade... O que você ouve em casa ou no carro, por exemplos?

Gabriel David - Eu sou uma pessoa muita eclética. Ouço tudo, mas eu ouço muito rap e samba, claro. Perto do Carnaval, eu ouço direto sambas enredos. Sempre foi assim. Eu sempre sei os sambas de todas escolas todos anos (risos) Gosto de ouvir também música eletrônica, sertanejo... Tudo depende do humor de cada dia (risos).

Ex de Anitta,Gabriel David namora Giovanna Lancellotti?

Você é muito discreto, mas namorou Anitta, que praticamente inventou o marketing pessoal e dizem agora que está na namorando Giovanna Lancellotti. Como isso na sua cabeça ter que lidar com a curiosidade das pessoas, com os paparazzi e com a imprensa?

Gabriel David - Eu não ligo em ter a minha vida se tornado mais pública ultimamente porque foram decisões que eu tomei e eu tenho que saber lidar com elas. Isso tudo foi 100% frutos das decisões que eu tomei. Não posso ficar chateado, eu tenho que lidar da melhor maneira possível e para mim não tem problema nenhum. Eu entendo a curiosidade e está tudo bem.

 Mas, você está namorando a Giovanna Lancellotti?

Gabriel David - Não estou namorando. Eu não vou falar sobre a minha vida pessoal, mas eu não estou namorando ninguém.

Você tem projetos pessoais?

Gabriel David - Eu tenho os meus projetos. Na verdade, eu não ganho absolutamente nada para estar na Liga. O meu sustento vem das minhas empresas que eu criei  alguns anos atrás, outros mais recentes. Tenho um projeto de uma pizzaria fit, chamada Fitzza, que começou com uma lojinha no Arpoador e agora expandimos para a Barra e eu tenho um carinho muito grande. Tenho também uma construtora ,uma  gestora de carreira de artistas e o Nosso Camarote.

Você sempre foi assim responsável e de ir atrás dos seus sonhos e projetos?

Gabriel David - Não. Eu fui um moleque muito bagunceiro na escola, mas com 16 anos me deu estalo. Virou a chavinha e eu comecei a me importar com os assuntos mais sérios, querer estudar.

 

Você pensa em casar,  ter filhos ou acha que está muito cedo para pensar nisso?

Gabriel David - Tudo na vida tem a sua hora. Vou ser muito sincero em te dizer que não acho que está longe ou perto. Se eu sentir que o tempo é o certo, eu espero formar uma família sim. É obvio que eu tenho o sonho de casar e ter filhos.