Mais Você

Participante do Jogo de Panelas chora após blackface e se desculpa ao vivo: "Golpe duro"

Anderrupson foi acusado de ser racista e ele se desculpou


Anderrupson pedindo desculpas ao vivo e ele em foto com blackface
Anderrupson pediu desculpas por ter feito a blackface e se emocionou - Foto: Reprodução/TV Globo
Por Thiago Forato

Publicado em 23/05/2022 às 10:01:21,
atualizado em 23/05/2022 às 10:07:32

O participante Anderrupson, do Jogo de Panelas do Mais Você, que utilizou blackface na última sexta-feira (20) na tentativa de homenagear os negros, foi acusado de ser racista e se desculpou com o público na manhã desta segunda-feira (23) ao vivo na Globo. "É um golpe duro ser taxado como racista quando você não é", disse à Ana Maria Braga ao vivo na Globo.

Ele disse que foi alvo de mensagens de ódio. "Pra quem carrega essa maldade no coração, merece [ser xingado]. Tenho minha consciência limpa e minha consciência ali foi só entrar no personagem, ter uma desenvoltura legal num tema tão nobre que é a realeza africana. Tenho muita preocupação, repostei algumas mensagens nas redes sociais. É desumano. Fico até emocionado, porque amo muito as pessoas negras. É doído", emocionou-se.

Ana Maria Braga consolou o rapaz e afirmou  que há males que vem para o bem. "Tem muita gente ainda que não percebeu. Inclusive, as colocações que o Felipe fez foram muito esclarecedoras que essa representação não é bem-vinda. Não precisa disso pra homenagear o povo negro. Um monte de gente do outro lado vai realmente se conscientizar. Quando a gente viu, você estava bonito, representativo, mas de todo jeito a gente tem que respeitar o que as outras pessoas sentem, com relação aos nossos atos. Foi um aprendizado muito legal", reconheceu.

"Tem diversas formas de ter abordado esse assunto. Quando a lesão emocional é uma pancada dessa, atinge milhões de pessoas."

Anderrupson após ter feito a blackface

"Sou agressor", diz participante do Jogo de Panelas

Participante do Jogo de Panelas chora após blackface e se desculpa ao vivo: \"Golpe duro\"

Anderrupson continuou a pedir desculpas e também pediu licença para ler algumas palavras ao vivo. "Não vim aqui me vitimizar pois não sou a vítima, sou o agressor. Foi inconsciente, mas foi", lamentou. Na carta aberta, reconheceu que não há como ser tolerante com práticas racistas. "Não deixe o racismo entrar", encerrou.

Na sexta-feira, Felipe, que foi anfitrião do Jogo de Panelas, havia ficado claramente desconfortável com a blackface do rival. O programa chegou a convidar a jornalista e professora Rosane Borges para condenar a prática da blackface e explicar ao público porque devemos repreender a atitude.

A blackface surgiu no século 19 nos Estados Unidos. "Não precisa se pintar de negro, a gente não brinca de ser negro. Temos toda uma história e é sofrido. Não se pinte para ser negro", explicou ela, quando a titular do Mais Você interrompeu o quadro ao vivo para falar sobre o tema.

"Esse esclarecimento faz parte da essência do nosso programa e é bom pra todo mundo aprender. Tem um monte de gente que não percebe isso, mas já está na hora, está tão dito... É prestar atenção e respeitar o outro", disse a loira na ocasião.

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias