Reportar erro
Último dia

Em clima de despedida, relembre cinco quadros que marcaram o Caldeirão do Huck

Caldeirão agora ganha novo apresentador a partir de setembro

Luciano Huck de camiseta laranja segurando microfone e ficha do Caldeirão do Huck
Caldeirão do Huck esteve no ar por 21 anos - Foto: Divulgação/TV Globo
Thiago Forato

Publicado em 28/08/2021 às 09:05:33

Luciano Huck se despede do seu Caldeirão neste sábado (28). Ao longo desses 21 anos no ar, quadros que marcaram sua história é que não faltaram. Em duas décadas nas tardes de sábado, o programa já reformou casas, carros, distribuiu prêmios e até ensinou língua portuguesa.

Com dezenas de quadros, alguns vão com Huck para o Domingão, que estreia no próximo dia 5 de setembro, como o Quem Quer Ser Um Milionário?, este mais recente. O apresentador já repetiu que insistirá com o quiz até que ele faça a pergunta que vale R$ 1 milhão.

Agora, Huck terá o desafio de comandar o Domingão, mas enquanto setembro não chega, o NaTelinha preparou uma lista com cinco quadros que marcaram época no Caldeirão. Confira abaixo e relembre:

Agora ou Nunca

Em clima de despedida, relembre cinco quadros que marcaram o Caldeirão do Huck

O quadro estreou pouco mais de um ano depois do Caldeirão do Huck ter começado, em 2001. Nele, uma família ou pessoa em dificuldade financeira encarava um desafio pelo prêmio de R$ 10 mil. O participante tinha que treinar por uma semana inteira e tentar realizar uma tarefa proposta pela produção. Mas, com um detalhe: só havia uma chance.

Quando o Caldeirão completou 10 anos no ar, o programa lançou a edição especial do quadro. Intitulado de Agora ou Nunca 5 Estrelas, o participante realizava cinco programas, algumas criadas por telespectadores, e cada acerto valia R$ 10 mil. No ano de 2014, o Agora ou Nunca passou a ser dividido em três etapas, cada uma valendo R$ 10 mil.

Soletrando

Em clima de despedida, relembre cinco quadros que marcaram o Caldeirão do Huck

Um dos quadros mais icônicos do Caldeirão foi o Soletrando. Inspirado no concurso estadunidense Spelling Bee, o Soletrando estreou em 2007. Na competição, 27 estudantes de 12 a 16 anos, representando os estados brasileiros, tinham que soletrar a palavra corretamente.

No júri,, havia o integrante fixo Sérgio Nogueira, professor de português, que também preparava a lista de palavras que eram soletradas. O prêmio era de R$ 100 mil e tinha que ser utilizado para ser investido na própria educação. O quadro esteve no ar entre 2007 e 2012.

Lata Velha

Em clima de despedida, relembre cinco quadros que marcaram o Caldeirão do Huck

Aqui, a proposta era simples: reformar o antigo carro de um dono apaixonado por ele. O Lata Velha estreou em 2005 e reformou ônibus, caminhões, limousines, motocicletas e até carrinhos de brinquedo. O quadro esteve por mais de 15 anos no ar e teve reprises até este ano. Até pouco antes da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), em 2020, contou com edições inéditas.

Lar Doce Lar

Em clima de despedida, relembre cinco quadros que marcaram o Caldeirão do Huck

Outro quadro de reformas, mas este de casas. Lançado em 2006, também contou com um longo período no ar, ficando até 2020, pouco antes da pandemia. O Lar Doce Lar consistia em uma família que ganhava uma reforma, com a obra sendo assinada por um arquiteto renomado.

Nas primeiras edições, um integrante da família era o cliente e resolvia como gastar os R$ 25 mil em apenas uma semana de reforma. Depois, a produção optou por suspender o limite de gastos. Com parcerias e patrocínios, o Lar Doce Lar passou a não economizar mais nas reformas.

Vou de Táxi

Em clima de despedida, relembre cinco quadros que marcaram o Caldeirão do Huck

Inspirado no hit lançado pela esposa, Angélica, o Vou de Táxi estreou em 2006 e tinha a premissa de dar carona para as pessoas, no improviso. No início, Huck realmente esperava as pessoas chamarem um táxi, mas devido a dificuldade, passou a convidar as pessoas para entrar.

O táxi era real, mas repleto de câmeras. O apresentador passou a dirigir, e ao avistar alguém interessante na rua, encostava e perguntava para onde ela estava indo. Ao longo de quase 15 anos no ar, o Vou de Táxi promoveu encontro de casais, recebeu personalidades internacionais e teve até pedido de casamento no ano passado, pouco antes da pandemia.



Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias