Reportar erro
De saída?

Por eleições, Luciano Huck pode sair da Globo no primeiro semestre de 2022

Apresentador cogita ser candidato a presidência e teria plano traçado, diz colunista

Luciano Huck
Luciano Huck pode ser candidato a presidente - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 22/01/2021 às 17:39:00

O nome de Luciano Huck continua sendo cogitado como possível candidato à presidência da República nas eleições de 2022. O apresentador é visto com bons olhos por líderes de partidos do “centrão” para representar o chamado grupo “moderado”. Caso se confirme a candidatura, o comunicador deve sair da Globo ainda no primeiro semestre do ano que vem.

De acordo com informações publicadas pelo jornalista Robson Bonin, da coluna Radar, na revista Veja, pessoas próximas a Luciano dizem que ele irá encerrar seu contrato com a emissora carioca até junho do próximo ano. Depois, vai se filiar ao DEM – partido de Rodrigo Maia – e iniciar sua pré-campanha.

Para criar uma frente ampla de partidos da centro-direita, Huck deverá convidar Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, que faz parte do PSDB, sigla de João Dória. O objetivo é reunir as principais forças do “centrão” para derrotar o presidente Jair Bolsonaro e candidatos mais ligados a esquerda.

O apresentador já escreveu um artigo no começo do ano passado defendendo uma coalizão de vários nomes políticos e, no final de 2020, rumores apontavam que Luciano estaria disposto a fechar acordo com Sergio Moro. Inicialmente, o ex-juiz ocuparia um cargo de ministro.

Luciano Huck e a presidência

Por eleições, Luciano Huck pode sair da Globo no primeiro semestre de 2022

Em 2018, Luciano foi dado como nome certo na disputa das eleições presidencial. Não por acaso sua saída da Globo acabou sendo noticiada em redes de fake news de grupos bolsonaristas na época, acusando-o de ser defensor de pautas “esquerdistas” e que ia “contra a família”.

Em fevereiro daquele ano, o comunicador escreveu um texto anunciando que não concorreria ao cargo do Poder Executivo Federal. “Escrevo aqui, mais uma vez, para dizer que não sou candidato a presidente do Brasil”, relatou na época. “Da minha parte, vou dedicar todo o tempo e a energia que estiverem ao meu alcance para ajudar a fazer este Brasil que a gente merece definitivamente acontecer”, acrescentou.



Mais Notícias