Nova opinião

Caio Ribeiro volta atrás e detona Robinho: "Me deu dor de estômago"

Comentarista explicou que não tinha lido a transcrição dos áudios

 Caio Ribeiro volta atrás e detona Robinho: "Me deu dor de estômago"
Caio Ribeiro falou sobre Robinho - Foto: Reprodução/Globo

Redação NT

Publicado em 19/10 às 15:39:00

Caio Ribeiro participou do Globo Esporte nesta segunda-feira (19) e voltou a comentar sobre o caso Robinho, condenado em primeira instância na Itália pelo crime de violência sexual. O comentarista explicou que sua opinião de sexta (16) em relação ao episódio foi antes de ler reportagem do próprio Grupo Globo que mostrava a transcrição dos áudios do jogador com um amigo. Caio disse que as declarações de Robinho deram "dor de estômago”.

continua depois da publicidade

“Acho que tinha de rescindir. Por toda repercussão e pelas informações que surgiram no fim de semana. Na sexta-feira eu até emiti uma opinião em relação a esse caso de estupro e eu não tinha visto a matéria do GE [Globo Esporte] e nem a transcrição do processo”, disse o comentarista.

Ele ressaltou que é pai de uma menina e que jamais aceitaria que isso ocorresse com uma pessoa da família dele. “Na hora que eu vejo, ainda mais eu que tenho uma filha menina, a forma como ele se dirige à vítima, a forma baixa como ele fala do estado da menina... Cara, me caiu mal. Me deu dor de estômago”, acrescentou.

continua depois da publicidade

Caio disse que Robinho precisa pagar pelo crime e que estupro é a pior violência que uma mulher pode sofrer. “Aí eu acho que, analisando tudo o que surgiu de nova informação, ele perde o benefício da dúvida e acho que tem que pagar como qualquer outra pessoa, independentemente dele ser ídolo ou não. Um estupro é o tipo de violência mais grave que uma mulher pode sofrer, porque traz sequelas emocionais, além de físicas”, finalizou.

continua depois da publicidade

Caio Ribeiro e o esclarecimento

O novo posicionamento de Caio Ribeiro é uma espécie de esclarecimento pela opinião que ele proferiu na última sexta-feira, no SporTV. O comentarista relatou que conhecia Robinho e que merecia o benefício da dúvida. O ex-jogador ainda declarou que era a Justiça responsável pelo julgamento.

"Acho um assunto super delicado e fico muito chateado porque conheço o Robinho. Torço ainda pela absolvição dele. O Robinho que eu conheço, que tem três filhos e é casado, eu nunca imaginei que faria. Torço para que as informações cheguem e ele não tenha feito o que parece ser a notícia", disse Caio no programa Tá na Área.

continua depois da publicidade

 "A gente tem que tomar cuidado até ter todas as informações e até a Justiça que tem tudo isso decretar que ele é culpado ou inocente. Se ele for culpado, não é porque ele é um ídolo ou jogou muito... Tem que ser punido como qualquer pessoa porque estupro é uma coisa muito grave. Sou pai de uma menina e não imagino o que eu faria se alguém encostasse um dedo na minha filha. Mas acho que todo mundo merece o benefício da dúvida. A gente não tem todas as informações, então vamos esperar. Quem tem que julgar é a Justiça. Isso é a primeira coisa e a minha forma de analisar os fatos", complementou. A opinião não foi bem avaliada por telespectadores e colegas de profissão.

continua depois da publicidade