Miguel Schmidt

Conheça o ator mirim parceiro de José de Abreu em Um Lugar ao Sol

O ator mirim começou sua carreira fazendo fotos publicitárias


Miguel Schmidt encostado em uma parede colorida, sorrindo e posando para foto
Miguel Schmidt faz sua estreia nas novelas em Um Lugar ao Sol - Reprodução/Instagram
Por Jéssica Alexandrino

Publicado em 07/12/2021 às 05:39:00,
atualizado em 07/12/2021 às 12:22:22

Quem assiste Um Lugar ao Sol com certeza já se encantou pelo personagem de Miguel Schmidt. Luan é um menino simpático e muito inteligente que cativou Santiago (José de Abreu) com seu talento para o xadrez. Essa é a primeira novela do carioca de 11 anos, que entrou para o meio artístico fazendo fotos publicitárias. "Começou como uma brincadeira. Uma conhecida sempre nos falava para colocarmos o Miguel em agências porque ele tinha um perfil diferente. Tínhamos uma certa resistência porque nossa intenção era de que ele fosse médico [risos]. Minha esposa falou 'vamos colocar porque pelo menos a gente fica com as fotos'. Logo depois, ele foi chamado para fazer um editorial de verão e uma coisa vai chamando a outra. Depois ele fez um comercial para o Gloob, que está passando até hoje", explica Marcos Benezola, pai do ator mirim.

O analista de regulação conta que, apesar de o filho ter se saído bem no trabalho para o canal por assinatura direcionado ao público infantil, eles perceberam que Miguel precisava estudar para entender melhor o que estava fazendo. "Colocamos ele em um curso de teatro e, no final do curso, tinham quatro apresentações em fins de semana diferentes. No último final de semana, ele disse que sentiu um frio na barriga e dissemos a ele que isso era o prazer de estar ali. Colocamos ele em outro curso de teatro e a agência começou a mandá-lo para fazer testes", diz, revelando que Miguel chegou a receber duas respostas negativas para novelas anteriores.

As portas de Um Lugar ao Sol se abriram para Miguel por uma produtora de elenco que o viu no Especial de Natal de 2019 da Globo e mandou uma foto do ator para uma das pessoas que trabalhava na produção da novela das nove. Vendo que era o perfil que precisavam, o chamou para participar do processo de seleção. "Ela gostou muito de mim. Passei por algumas etapas e me deixaram entrar", comemora Miguel, em entrevista ao NaTelinha. "Lá no set de gravação todo mundo foi muito gentil comigo, eu gostei muito de gravar. Todos sabiam o meu nome e era uma troca muito legal. Foi incrível gravar a novela", conta Miguel, que precisou conciliar as gravações com a rotina escolar que, na época, era remota, por conta da pandemia da Covid-19.

"Eu e minha esposa trabalhamos, então ficamos com medo de como seria, mas temos uma base de apoio aqui, que é a minha mãe. Ela levava o Miguel para gravar e fazer fotos e isso ajudava bastante. Mas veio a pandemia e lá na Globo não podiam ir idosos por conta dos protocolos. Calhou de eu ficar em home office e eu trabalhava lá da Globo, enquanto o Miguel gravava. Foi um pouco difícil, é uma rotina puxada, mas acabou dando tudo certo", diz Marcos

"Meus pais não trabalham no meio artístico, mas me apoiam muito. Me colocaram em cursos para eu poder me aprimorar, para aprender. Eu falo 'ah, pai, eu quero fazer tal coisa', eles me levam lá no lugar, me mostram", conta Miguel, que é filho único e faz teatro desde 2017. Diferentemente de seu personagem, que se diverte jogando xadrez, Miguel gosta de dançar e diz que prefere jogar damas. "Antes da novela nunca tinha jogado xadrez. O pessoal da Globo mandou um professor para me ensinar pelo menos o básico. Para eu saber me virar ali, montar o tabuleiro", revela.

No Instagram, o ator mirim publica vários registros ao lado dos colegas de elenco da trama de Lícia Manzo. O menino garante que gostou de todos os atores, mas assume que se tornou mais próximo de Fernanda de Freitas, intérprete de Erica, sua mãe na ficção. "Como a maioria das cenas do Luan é com ela, eu acabava passando mais tempo com ela, então isso ajudou", diz, contando que ainda mantém contato com a atriz via WhatsApp.

Conheça o ator mirim parceiro de José de Abreu em Um Lugar ao Sol
Miguel Schmidt entre José de Abreu e Fernanda de Freitas nos bastidores de Um Lugar ao Sol - Reprodução/Instagram

Antes de Um Lugar ao Sol, Miguel Schmidt sofreu com reprovação para série

Miguel Schmidt era fã de Detetives do Prédio Azul, série infantil do canal Gloob. Há três anos, o ator participou da seleção para fazer parte do elenco do programa, mas não teve uma resposta positiva e ficou bem chateado. "Ele amava, assistia todos os dias. Quando falamos que ele iria fazer o teste, ele ficou super ansioso. Ele estudou, se dedicou, deu o máximo, mas não passou. Quando demos a notícia de que ele não tinha passado, ele chorou e tudo. Tivemos que sentar com ele e explicar que isso faz parte da profissão que ele está trilhando. O 'não' sempre vai ter", conta Marcos, pai do carioca, ressaltando que, com isso, buscou mostrar ao filho a importância dos estudos.

Os pais de Miguel tentam explicar ao menino que às vezes a reprovação não vem por ele ter se saído mal em um teste e, sim, pela equipe da emissora estar buscando um perfil diferente do dele. "Depois disso, tudo ficou muito tranquilo pra ele. A gente trabalha muito o psicológico. Conversamos demais e, graças a Deus, ele consegue assimilar bem as coisas", completa Marcos.

O tão sonhado 'sim' ter vindo para uma novela das nove foi motivo de alegria na casa do analista de regulação e da fonoaudióloga Evelin, mãe do ator mirim. "Teve até bolo aqui [risos]. Foi legal, mas a gente trata as coisas com muita parcimônia. A gente sabe que o alcance da TV é monstruoso, gigante. Agora temos que ter essa responsabilidade também com o que ele faz, os lugares onde vai, como lida com as pessoas nas ruas", diz Marcos, revelando que assistir Um Lugar ao Sol se tornou um programa de família. "Somos suspeitos. Pra gente, é lindo, maravilhoso, sensacional", derrete-se o pai do ator.

Além do apoio em casa, Miguel também conta com a ajuda dos colegas de escola. "Desde antes de a novela estrear, eles já estavam me dando 'uma moral'. Meus amigos têm me apoiado", comemora, brincando que pedem para que ele os leve para a Globo. "Depois que a novela estreou e as aulas voltaram a ser presenciais, ele se tornou popular. Todo mundo vai falar com ele. As professoras, a diretora, alunas de outras turmas. Antes de ser ator, ele já era uma pessoa carismática e educada. Então isso só fortaleceu mais", finaliza Marcos.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias