Condenação brutal

Nos Tempos do Imperador: Tonico consegue desgraçar a vida do irmão

Samuel é condenado à prisão perpétua injustamente


Samuel encara Tonico em cena de Nos tempos do Imperador
Tonico entrega Samuel à polícia em Nos Tempos do Imperador - Reprodução/TV Globo

Nos próximos capítulos de Nos Tempos do Imperador, Tonico (Alexandre Nero) denuncia Samuel (Michel Gomes) e engenheiro será preso durante seu casamento com Pilar (Grabriela Medvedovisk). Acusado de ter matado o coronel Ambrósio (Roberto Bonfim), o rapaz será julgado e condenado injustamente à prisão perpétua.

 Depois de cair em emboscada de Solano López (Roberto Birindelli), o vilão será deixado em uma cabana em chamas para morrer queimado. O pior só não acontece porque o noivo da médica o resgata.

Forçado a agradecer o rival por ter salvo a sua vida, o marido de Dolores (Daphne Bozaski) estende a mão para cumprimentar Samuel e reconhece uma marca de nascença da sua família no antebraço do ex-escravo.

Na mesma hora, Tonico se dá conta de que o rapaz é Jorge, seu meio-irmão que fugiu da fazenda, supostamente, depois de atirar no pai do deputado. Maquiavélico, o bandido espera o dia do casamento da filha de Eudoro (José Dumont) para entregar o ex-escravo pra polícia.

Samuel será levado antes de dizer "sim" para a amada. Julgado e condenado injustamente, o protegido de dom Pedro (Selton Mello) será levado para a prisão perpétua. Saiba mais!

Em Nos Tempos do Imperador, Pilar se desespera com destino de Samuel

Nos Tempos do Imperador: Tonico consegue desgraçar a vida do irmão

Nos próximos capítulos da novela Nos Tempos do Imperador, Samuel denunciado por Tonico, e terá seu casamento com Pilar interrompido pela chegada da polícia. O engenheiro passará por um julgamento e acaba condenado a passar o resto da vida na cadeia.

Tonico descobre que o rapaz é na verdade Jorge, escravo e filho bastardo do coronel Ambrósio, pai do vilão. No início da trama, fazendeiro foi baleado acidentalmente pelo seu capanga durante discussão com o meio-irmão do político, e a culpa caiu sobre o jovem que fugiu sem deixar rastro.

Desde então, o marido de Dolores jurou que um dia iria encontrar o "assassino" do seu pai sem nunca suspeitar de que tratava-se de Samuel. A verdade só virá à tona na guerra.

Tonico será capturado pelas tropas de Solano López, amarrado e deixado em uma cabana em chamas para morrer queimado. Ao ver o irmão nesta situação, o noivo de Pilar invade o local e o salva.

O político cumprimenta, a contragosto, o seu desafeto e reconhece a marca de nascença de sua família. Dias depois, quando estiver no altar para se casar, Samuel será levado pelos guardas, acusado de falsidade ideológica e assassinato.

Disposto a acabar com a vida do meio-irmão, Tonico dá um sumiço em Salustiano (Alexandre Zachia), o jagunço responsável por disparar, acidentalmente, o tiro que matou seu pai. Além disso, ele ordena que antigos cativos da fazenda seja testemunhas de acusação.

"O Júri tomou uma sua decisão. Vamos conhecê-la. O Júri entendeu que o réu é culpado do homicídio do coronel Ambrósio Rocha", começa a falar o juiz "Em face do veredito e do agravante de o crime ter sido cometido contra o próprio pai do assassino, sentencio o réu Jorge da Silva à pena de prisão perpétua", anuncia. A cena vai ao ar em breve na novela das seis.

NaTelinha divulga todos os dias os resumos dos capítulos, detalhes dos personagens, entrevistas exclusivas com o elenco e spoiler de Nos Tempos do Imperador. Confira!

Logo Melhores do Ano 2021
Vote nos Melhores do Ano NaTelinha 2021

Está no ar uma das premiações mais tradicionais e respeitadas do meio, em sua 12ª edição. Confira as 20 categorias e eleja os melhores agora mesmo!

VOTE
Mais Notícias