Enxugando custos

HBO Max se reestrutura e corta produções originais em parte da Europa

Conglomerado quer economizar nos primeiros dois meses após fusão


Logo da HBO Max com a Terra atrás
HBO Max sofre com corte de custos na Europa - Foto: Divulgação/HBO

Após a fusão da Warner e Discovery, existe uma meta do grupo em enxugar os custos da nova empresa em cerca de US$ 3 bilhões, e uma das partes atingidas é a HBO Max na Europa, conforme noticiou a revista Variety na manhã desta segunda-feira (4).

À medida que o conglomerado procura equilibrar suas prioridades no streaming, a HBO Max decidiu que não fará mais produções originais nos países nórdicos (Dinamarca, Suécia, Noruega e Finlância), Europa Central (Holanda e Turquia) e também removerá conteúdos de sua plataforma para liberar acordos de licenciamentos.

Em comunicado à Variety, a Warner Bros. Discovery confirmou. "Estamos revisando nossa proposta de conteúdo atual nos serviços existentes. Como parte desse processo, decidimos remover uma quantidade limitada de programação original da HBO Max, além de encerrar nossos esforços de conteúdo original em países nórdicos e Europa Central. Também interrompemos nossas atividades de desenvolvimento na Holanda e Turquia, começaram ano passado", disse.

Apesar disso, a empresa assegura que o compromisso com esses mercados não mudou. "Continuaremos a encomendar conteúdo local para as redes lineares da Warner Bros. Discovery nessas regiões e continuamos sendo grandes compradores de conteúdo local de terceiros para uso em nossos serviços de streaming."

HBO Max não interromperá produções em andamento

HBO Max se reestrutura e corta produções originais em parte da Europa

Apesar do corte, o que já estiver em produção, continuará. No entanto, o drama húngaro The Informant, assim como Lust e Kamikaze serão removidos do serviço por streaming.

Existem dois territórios que estão sendo poupados pela empresa: Espanha e França. O conteúdo em espanhol faz sucesso na América Latina e atende ao mercado hispânico dos Estados Unidos. Vale lembrar que a HBO Max ainda não desembarcou na França, mas é um mercado que ela enxerga que não pode perder.

A notícia deve afetar em peso o mercado europeu. A medida é tanto estratégica como financeira. O conglomerado planejar um corte de custos de US$ 3 bilhões nos primeiros 24 meses de operação deste novo negócio.

O valor de mercado da WBD é de aproximadamente US$ 35 bilhões, mas a empresa possui uma dívida de cerca de US$ 55 bilhões.

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias