Reportar erro
Oficial

Com dança das cadeiras, Ricardo Waddington faz mudança geral no entretenimento da Globo

Emissora emitiu comunicado com seu novo organograma no entretenimento

Ricardo Waddington sentado na hora da foto
Ricardo Waddington é o novo diretor de Entretenimento da Globo - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 27/11/2020 às 16:54:00

A Globo anunciou na tarde desta sexta-feira (27), em comunicado à imprensa, a sua nova estrutura no entretenimento criado pelo diretor Ricardo Waddington, que será implantada a partir da próxima terça (1º), quando ele assume o setor no lugar de Carlos Henrique Schroder. Uma das novidades das mudanças promovidas é a saída de Silvio de Abreu da área de dramaturgia, dando lugar a José Luiz Villamarim. Intitulada de diretorias de Gênero, o canal dará maior espaço para a gestão da Criação e do Elenco.

“O novo diretor de Entretenimento da Globo, Ricardo Waddington, divulgou hoje a estrutura com a qual vai contar a partir de 01 de dezembro. O desenho consolida o papel das diretorias de Gênero e reforça o protagonismo da gestão da Criação e do Elenco”, diz o início da nota.

“Os Gêneros passarão a ser responsáveis por toda a cadeia de valor do conteúdo - da conceituação artística ao desenvolvimento, produção e entrega dos projetos para exibição nas diversas plataformas. Criação de Conteúdo e Talentos Artísticos vão dispor de estruturas de gestão dedicadas. Fazem parte do novo desenho do Entretenimento também as áreas de Gestão da Produção Artística, Execução da Produção e Inteligência e Gestão de Performance.”, acrescenta.

Mariano Boni e Boninho continuarão em suas funções – Variedades – e Villamarim fechará o núcleo que ficará nas mãos de Waddington. A área de Desenvolvimento e Acompanhamento Artístico (DAA), que estava nas mãos de Monica Albuquerque, deixará de existir.

Os setores de Conteúdo e de Gestão de Talentos Artísticos vão atuar separados. A Criação de Conteúdo será administrada por Edna Palatnik, que cuidará de um centro de inteligência para incentivar a criação de novos produtos em todas as plataformas – Globoplay, Globo e Globosat. “Com a criação dessa área, autores e roteiristas passarão a contar com uma liderança dedicada”, explica o comunicado.

Adelia Croce foi escolhida para ser responsável pela área de Gestão de Talentos Artísticos. O departamento cuidará exclusivamente da gestão e desenvolvimento do elenco. Monica ajudará na transição até o fim do ano, quando sairá da emissora.

Ricardo também definiu que outras três áreas vão ajudar no fortalecimento do seu trabalho. A Gestão da Produção Artística será comandada por Bernardo Portugal. Ele cuidará das equipes de caracterização, figurino, cenografia, arte, produção musical, iluminação, captação de imagem e finalização.

O setor de Execução de Produção, que cuida do planejamento técnico da produção e da execução, manutenção, acervo e montagem e desmontagem de cenários, cidades cenográficas e figurinos, estará nas mãos de Gleiber Morato. Por fim, Fabiana Moreno será responsável pela frente de Inteligência e Gestão de Performance, que garantirá uma visão integrada e estratégica do planejamento e da performance, através de análises e insights.

“O novo desenho reforça a liderança do gênero em toda a cadeia produtiva e no atendimento às estratégias dos produtos, aparta criação de conteúdo da gestão de talentos, duas áreas essenciais agora tratadas por suas competências específicas, liberta os modelos de produção de gatilhos que diretamente ou indiretamente travam ou retardam as mudanças esperadas com uma gestão desierarquizada e colaborativa. Enfim, uma estrutura disruptiva com olhar de futuro, que mira na entrega de conteúdo de qualidade com eficiência em custo”, afirma Ricardo Waddington.

Confira abaixo a nova estrutura da Globo:

“GÊNEROS

GÊNERO DRAMATURGIA – JOSÉ VILLAMARIM

GÊNERO VARIEDADES - BONINHO

GÊNERO VARIEDADES – MARIANO BONI

Os diretores de gênero têm a responsabilidade pela gestão executiva e pela visão de longo prazo do portfólio de cada um dos gêneros, cuidando de toda a cadeia de produção, da conceituação artística ao desenvolvimento e execução dos projetos, atuando como integradores entre criação e produção. Ao longo do processo, devem também focar na identificação e viabilização artística das oportunidades comerciais. No novo desenho, os Diretores Artísticos e os Produtores passam a responder diretamente ao Diretor de Gênero. A Globo Filmes passa a se reportar ao Diretor de Gênero de Dramaturgia.

CRIAÇÃO DE CONTEÚDO – EDNA PALATNIK

Responsável por fomentar a criação de conteúdo, atuando como um centro de inteligência, realizando estudos de conteúdo e apontando tendências, fazendo a gestão do portfólio de conteúdos e liderando a mesa de criação, onde os novos conteúdos são apresentados para as áreas de produtos. Faz o acompanhamento dos conteúdos em exibição e cuida do processo de aquisição dos direitos de projetos literários. É responsável também pela gestão das equipes de autores, roteiristas e produtores de conteúdo.

GESTÃO DE TALENTOS ARTÍSTICOS – ADELIA CROCE

Responsável pelo casting (escalação) e pela gestão de elenco, incluindo a pesquisa, captação, apoio aos diretores artísticos e autores na escalação, desenvolvimento e acompanhamento do elenco, bem como em seu processo de avaliação.  Além disso, apoia a negociação de contratos de elenco e criadores e dá suporte aos Gêneros e à área de Criação de Conteúdo, no processo de pesquisa, captação e avaliação de criadores. Adelia assume esta nova posição a partir de 1º janeiro. E, durante os meses de janeiro e fevereiro, acumulará esta função com sua posição na área de Recursos Humanos.

GESTÃO DA PRODUÇÃO ARTÍSTICA – BERNARDO PORTUGAL

A gestão da produção artística cuida da pesquisa, alocação, desenvolvimento e acompanhamento dos conceituadores de produção artística e de seus projetos de conceituação de caracterização, figurino, cenografia, arte, continuidade, produção musical, iluminação, captação de imagem e finalização. É responsável também pelas pesquisas de produção de arte e de tendências para os gêneros de entretenimento. No novo desenho, a área de produção musical passa a se reportar diretamente à Gestão de Produção Artística.

EXECUÇÃO DA PRODUÇÃO – GLEIBER MORATO

Responsável pelo planejamento técnico da produção, cuidando da execução, manutenção, acervo e ‘desprodução’ de cenários (incluindo montagem e desmontagem), cidades cenográficas e figurinos, buscando sempre eficiência e qualidade na condução desses processos.

INTELIGÊNCIA E GESTÃO DE PERFORMANCE – FABIANA MORENO

Responsável por garantir uma visão integrada e estratégica do planejamento e performance, por meio de análises e insights. Centraliza o planejamento e dimensionamento integrados de todas as alavancas envolvidas na criação e na produção de conteúdo de entretenimento, incluindo recursos técnicos, operação e pessoal (artístico e não artístico). Responsável também pela consolidação das demandas das áreas de produtos, facilitando o relacionamento. Realiza a governança da área e apoia as mesas de Criação e Produção.

Comunicação Globo”

Mudanças na direção da Globo

Nesta sexta-feira, a emissora anunciou a saída de Silvio de Abreu da direção de Dramaturgia e a escolha de José Luiz Villamarim para substituí-lo. Na semana passada, Waddington foi escolhido para assumir o cargo de Carlos Henrique Schroder como diretor de entretenimento a partir de terça-feira.

No dia 16, Sergio Valente deixou o cargo de diretor da Central Globo de Comunicação e foi substituído por Manuel Falcão, então diretor de marketing da Globosat. Todas essas mudanças ocorrem no mesmo período da unificação de todas as plataformas de mídia da empresa, intitulada de Uma Só Globo.



Mais Notícias