Exclusivo

Saída de Silvio de Abreu pode alterar fila de novelas da Globo

Dança das cadeiras de direção pode mudar a rota de novelas

Saída de Silvio de Abreu pode alterar fila de novelas da Globo
Queda de Silvio de Abreu pode mudar tudo nas novelas da Globo - Foto: Divulgação

Publicado em 17/07/2020 às 04:57:00

Por: Daniel César

A potencial aposentadoria de Silvio de Abreu como diretor de dramaturgia da Globo pode iniciar uma espécie de efeito cascata no setor de novelas da emissora e mudar a fila das produções a partir do ano que vem. Embora o atual manda-chuva da área tenha deixado reservado as histórias dos três principais horários para os próximos anos, uma mudança no comando pode transformar o quebra-cabeça de folhetins.

Segundo apurou o NaTelinha, nos bastidores da Globo já se trata como certa a aposentadoria de Silvio de Abreu e apenas o método de anúncio ainda está sendo discutido para louvar a história do autor, responsável por grandes sucessos no canal. A Globo ainda não confirma a mudança e muito menos o substituto, mas nos corredores da dramaturgia, o nome de Ricardo Waddington é a principal aposta para assumir o posto.

Membros do Fórum de Dramaturgia, responsável por receber sinopses e ler capítulos das novelas, conversaram informalmente com a reportagem e confirmaram que mudanças deverão ocorrer porque Waddington tem pensamento diametralmente oposto de Abreu. Enquanto o atual diretor do setor demonstrou um perfil voltado para aprovar tramas potencialmente de sucesso na audiência, mas consideradas sem grande ousadia, o possível próximo dono da cadeira vê o modelo como não sustentável em médio prazo.

As fontes ouvidas afirmaram que os principais horários que deverão sofrer mudanças caso o ex-diretor de Avenida Brasil assuma a chefia são as faixas das 18h e das 19h. Nos bastidores, o entendimento de Ricardo seria de que é preciso ousar um pouco mais e oferecer tramas diferentes entre si tanto na proposta quanto no desenvolvimento. Não houve citações de nomes e quem poderá passar na frente da fila, mas a expectativa é que haja dança de cadeiras.

Silvio de Abreu e a fila

Com Silvio de Abreu no comando, a fila de novelas dos horários da Globo está mais ou menos definida já de algum tempo, embora tenha havido uma série de mudanças pontuais. Na faixa das 18h, quando a pandemia terminar, a emissora deve estrear Nos Tempos do Imperador e logo depois já está aprovada Além da Ilusão, que marcará a estreia de Alessandra Poggi no horário e de Larrisa Manoela como protagonista do canal.

Em seguida, a fila indica Feira de Vaidades, trama de Gilberto Braga em parceria com Denise Bandeira, baseada no livro Vanity Affair. Mais adiante, Silvio de Abreu encomendou o remake de Amor com Amor se Paga, de Ivani Ribeiro, para Alcides Nogueira e aprovou Arroz de Palma, de Bruno Luperi, neto de Benedito Ruy Barbosa. Ainda há produções de Elizabeth Jhin e da dupla Duca Rachid e Thelma Guedes, sem previsão de estreia.

Já na faixa das 19h a ordem é mais discreta. Depois do retorno de Salve-se Quem Puder, Silvio de Abreu deu sinal verde para a produção de A Morte Pode Esperar, de Marcos Wilson. Logo depois, deve voltar ao ar Cláudia Souto, autora de Pega Pega. Em seguida há uma sinopse aprovada do autor Gustavo Reiz, que trocou a Record pela Globo, depois de abandonar o roteiro de Gênesis. Nomes como Maria Helena Nascimento, autora de Rock Story, e Isabel de Oliveira, responsável por Cheias de Charme e Verão 90, seguem em voga.

O horário que menos deve sofrer alterações no caso de mudança de chefia é o das 21h, que nem tem uma fila tão grande. Quando terminar Amor de Mãe, entrará no ar a novela Um Lugar ao Sol, que marcará a estreia de Lícia Manzo na faixa. Em seguida, já está aprovada a próxima história de João Emanuel Carneiro e depois é a vez de Gloria Perez. Ainda sem confirmação, a seguir deverá vir Walcyr Carrasco.

Silvio de Abreu e Ricardo Waddington

Esta não é a única mudança em vista no departamento com a possível troca de Silvio de Abreu por Ricardo Waddington. Responsável pela maior revolução ao lançar novos roteiristas na história da dramaturgia da Globo, o atual mandatário raramente reservou supervisores para seus pupilos, que estrearam direto como titulares. A ideia de Waddington, segundo as mesmas fontes afirmaram ao NaTelinha, é de utilizar o recurso.

Se Silvio de Abreu se livrou dos medalhões da emissora ao aposentar ou demitir vários novelistas, Ricardo pode recolocar alguns deles de volta no circuito na função de supervisor. Existe nos bastidores do departamento o burburinho que a estratégia poderia começar imediatamente na transição, já que ele quer chamar Manoel Carlos para supervisionar a trama de Lícia Manzo. Waddington e Maneco fizeram parcerias com novelas de sucesso como Por Amor e Laços de Família.

Procurada, a Globo enviou a seguinte nota: "Nada do que você afirma existe, porque a premissa de que Silvio irá se aposentar não é verdadeira. Não tem mudança anunciada na fila de novelas. Temos sim uma pandemia em curso, mas não temos definição sobre mudança de fila".


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!