Reportar erro
Exclusivo

Responsável pela programação da Loading promete: "O fandom do K-pop será representado"

Ele ainda adianta um dos títulos que vão fazer parte da programação

Anderson Abraços
Anderson Abraços promete representar fandoms na TV - Divulgação/Loading
Thiago Forato

Publicado em 25/11/2020 às 04:23:41

Previsto para estrear em dezembro apesar do imbróglio que envolve a Justiça impedindo a venda da MTV através do canal 32 UHF em São Paulo e com programação 24 horas por dia, a Loading vai mirar em conteúdos de cultura pop, séries, games, e-sports, animes e produtos que abrangem o universo jovem. De acordo com Anderson Abraços, chefe de experiência da Loading e responsável pela programação, nunca houve outra TV aberta que dedicará tantas horas à cultura k-pop. "O fandom será devidamente representado", promete ele, sem dar uma estimativa de quantas horas semanais serão dedicadas a isso.

Com a promessa de investir também em animes e tokasatsus, Abraços afirma que a programação da Loading se dividirá em três categorias: Cultura Pop Oriental, Ocidental e E-sports/Games. "Em se tratando de Cultura Pop Oriental, além do investimento em conteúdos relacionados com K-Pop, vamos ter animes, tokasatsus, séries e já estamos estudando a aquisição de títulos de J-Dramas e C-Drama, que são produções muito bem feitas, com investimentos dignos de conteúdos hollywoodianos."

Ele explica que a Loading adquiriu o canal Mais Geek, que estava no YouTube e será incorporado à programação como uma atração diária de 90 minutos. Sobre os títulos que vêm por aí, avisa que nos próximos dias o canal divulgará, mas adianta que um deles será o Saint Seya - The Lost Canvas.

Responsável pela programação da Loading promete: \"O fandom do K-pop será representado\"

O que é a Loading?

Afinal de contas, a Loading é uma TV aberta em TV fechada, TV fechada em TV aberta ou streaming na TV linear? Abraços explica que a Loading não é uma televisão: "Somos uma plataforma de conteúdo omnichannel. Isso quer dizer que nosso conteúdo será distribuído de maneira linear e não linear. Estaremos presentes na TV aberta, Pay TV (em todas as operadoras do Brasil), on demand, simucast e em todas as redes sociais. Queremos democratizar o conteúdo de nicho".

"Conceitualmente somos uma media tech company. Ou seja, a Loading é capaz de licenciar, produzir, empacotar, distribuir e monetizar conteúdo. Em meios lineares e não lineares e em qualquer que seja o dispositivo onde o usuário esteja conectado", enfatiza.

Depois de ter causado um frisson com o anúncio de seu lançamento, o executivo enxerga a Loading do tamanho das comunidades de fandoms que ela representa: "A faísca para a criação da Loading é justamente esse público que está há algum tempo sem uma casa para chamar de dele. As comunidades são grandiosas, e só tendem a crescer".

No entanto, também mostra cautela: "Mas com grandes poderes, vem grandes responsabilidades. No nosso caso: honrar toda essa galera".

A estratégia de programação

Com uma programação descrita como orgânica e uma abordagem "human centric" desde as escolhas dos títulos, Anderson Abraços afirma que tudo vem de um entendimento profundo do que os fandoms esperam e de rodadas de pesquisa que fizeram ao longo da concepção do projeto.

"Além disso, tomamos o cuidado de procurar um equilíbrio entre séries clássicas e os novos títulos, para atender a todos os públicos, honrando os fãs mais antigos e guiando os mais novos por esse universo. Quanto aos horários, temos orgulho de anunciar que pela primeira vez, os animes e tokusatsus terão o seu merecido lugar no prime time da TV. Outro ponto forte é que boa parte da nossa programação será dedicada a Esports. Algo que inovador quando falamos de distribuição linear no Brasil", orgulha-se.

Assim como o CEO Thiago Garcia, ele afasta a preocupação com a audiência: "O foco a princípio será na experiência de entretenimento que vamos proporcionar ao público. Conteúdo de qualidade, que atenda as editorias de Cultura Pop Oriental, Cultura Pop Ocidental e Esports/Games. Entretendo, informando, engajando e honrando os fandoms das 10 comunidades que iremos trabalhar nesse início".

TAGS:
Mais Notícias