Falou um monte

Assassino de Daniella Perez detona série da HBO e faz ameaça: "Vou trazer coisas"

Guilherme de Pádua usou as redes sociais para falar sua opinião sobre o documentário


Guilherme de Pádua, assassino de Daniella Perez, no Instagram
Guilherme de Pádua, assassino de Daniella Perez detonou série da HBO Max e fez ameaças - Foto: Reprodução/Instagram
Por Daniel César

Publicado em 24/07/2022 às 22:59:00,
atualizado em 25/07/2022 às 20:26:15

O assassino de Daniella Perez, Guilherme de Pádua, não gostou nada da série da HBO Max e usou as redes sociais para fazer ameaças. O atual pastor da Igreja Batista da Lagoinha informou seus seguidores, em vídeo gravado neste domingo (24), que assistiu à série Pacto Brutal e reclamou bastante do resultado, chamando a produção de parcial. Além disso, o ex-ator fez ameaças de apresentar sua versão dos fatos e novas evidências sobre o crime que ele foi condenado, juntamente com a ex-esposa, Paula Tomás.

Em seu perfil no Instagram, Pádua gravou um longo vídeo para reclamar da produção da série, após um tempo sem usar a rede social. Na primeira parte, o assassino de Daniella Perez revelou que assistiu o documentário no dia seguinte em que a HBO disponibilizou os dois primeiros episódios. Segundo ele, houve um sentimento de tristeza e opressão, mas fez questão de lembrar que tem certeza que os envolvidos no caso, a família da atriz, sofreu muito mais.

Logo depois, ele passou a detonar a produção. "Você vai assistir uma série totalmente parcial, o que significa isso? Um trabalho de investigação, um jornalismo investigativo, ele pretende trazer à luz todas as evidências, as provas e apresentar as hipóteses, que cabem, com a dinâmica do que foi descoberto, com as provas, com as perícias. E a HBO, parece que é uma grande produção, envolve até a Warner, eu vi a ficha técnica, parece que envolve uma produção bastante caro e eles tinham condições de fazer uma coisa bastante caro, como o ID costuma fazer e dar a nós, telespectadores da série, o direito de fazer a nossa própria análise", disse.

Pouco depois, ele continuou falando mal da série. "O HBO perdeu essa oportunidade, lendo uma reportagem, parece que foi imposto essa condição. Para fazer essa série, não poderia ter nenhuma participação dos réus, no caso eu e minha ex-mulher e a versão é absolutamente a versão da acusação. Sem ter acesso aos autos, só no que eu me lembro de cabeça, porque eu precisei refrescar muita coisa, assistindo o programa, eu consigo quebrar de forma devastadoras, algumas teses do que foi apresentado. É tão fácil, tão óbvio certas coisas que eles não vão dar acesso a vocês telespectadores. O HBO (sic), um canal tão famoso, tão profissional dar uma bobeira dessas, deixar uma lacuna para que um concorrente possa apresentar as provas, as evidências que estão sendo ocultadas de você que está assistindo essa série".

"E eu pretendo, talvez, pode aguardar que eu vou trazer algumas coisas. Não é pra dizer acredite na minha versão, mas pra você mesmo pensar, né? Coisa que eles não estão fazendo, como aquela imprensa marrom, aquela imprensa que é tendenciosa que quer puxar a sardinha para um lado, essa série está totalmente baseada somente na versão da acusação"

Guilherme de Pádua

Assassino de Daniella Perez faz grave acusação

imagem-texto

Atualmente como pastor da Igreja Batista da Lagoinha, Guilherme de Pádua fez grave acusação, dando a entender que envolvidos no projeto tentaram pagar pessoas ligadas a ele para que falem mal de sua vida atual. "Tem outra coisa que me lembrei, recentemente dois presidiários que a gente ajuda aqui na igreja, em locais diferentes me falaram uma história exatamente igual a outra. De que havia um carro com vidros escuros, sem placa e que saiu de lá de dentro uma pessoa oferecendo dinheiro para eles falarem mal de mi", disse sem citar nomes.

E ele prosseguiu. "Eu lido com pessoas que vem da rua, dependentes químicos, imagina oferecer dinheiro para uma pessoa dessas, que é totalmente vulnerável. Eu não duvido que apareça gente falando mal de mim hoje. Eu estou há quase 23 anos solto, passei 5 anos em condicional, outros tentando zerar minha condição jurídica, foram muitos anos nessa luta para voltar a ser um cidadão".

O assassino da filha de Glória Perez ainda tentou desabafar ao dizer que leva uma vida mudada. "Levo uma vida irrepreensível, a igreja me acompanha, quantos membros? Fui ordenado pastor numa igreja séria, não se faz isso para uma pessoa que está dando mal testemunho. O esforço todo que estou tendo, parece que até isso... Além de contar uma história totalmente parcial do crime, eles ainda venham atentar, digamos assim, corromper a minha história atual de vida. Não sei, acho que isso não é muito honesto e acho que você não gosta de ser enganado", cravou, antes de voltar a fazer ameaças. "Pode aguardar, se eu trouxer alguma coisa de novidade, vou dar a oportunidade de você tirar suas conclusões. Que Deus te abençoe".

Podcast Dupla de 2

Fabrício Falcheti e Sandro Nascimento levam em um bate-papo descontraído sobre os assuntos da televisão e famosos, com muitas informações de bastidores em primeira mão; confira

Ouça agora
Mais Notícias
Outros Famosos