Reportar erro
Nas redes

Mário Frias critica Lei Paulo Gustavo: "Um absurdo"

Secretário do governo Bolsonaro se posicionou

Paulo Gustavo e Mario Frias
Paulo Gustavo e Mario Frias - Foto: Montagem/Reprodução
Redação NT

Publicado em 14/09/2021 às 15:29:54,
atualizado em 14/09/2021 às 15:39:20

Nesta quarta-feira (14), Mário Frias, secretário de Cultura do governo Bolsonaro, criticou duramente a Lei Paulo Gustavo. Por meio do Twitter, ele sugeriu que o projeto poderia acarretar em problemas, pois os estados que serão os responsáveis por gerir os valores.

"Hoje será votado no senado o projeto de lei Paulo Gustavo. Um absurdo que transformará o governo federal num caixa eletrônico de saque compulsório. Essa lei destinará anualmente 4 bilhões de reais para estados decidirem o destino desse recurso. Sou radicalmente contra", escreveu.

O projeto de Lei 73/2021 tem o intuito de viabilizar ações emergenciais de auxílio para o setor cultural, um dos que foram mais prejudicados por conta da pandemia da Covid-19.

Mário Frias critica Lei Paulo Gustavo: \"Um absurdo\"

Paulo Betti pede prisão de Mário Frias

O incêndio na Cinemateca Brasileira causou indignação na classe artística. Nas redes sociais, o ator Paulo Betti foi um dos mais incisivos na reclamação sobre o descaso com o espaço cultural, que estava sem gestor desde o final de 2019. O veterano pede a prisão de Mário Frias e a saída dele da secretaria.

Em entrevista exclusiva para o NaTelinha, Betti reafirmou a crítica à gestão: “Mário Frias representa a destruição. Deseja destruir, é equivocado, não tem noção da liberdade da arte, vai para a lata do lixo da historia”.



Mais Notícias
Outros Famosos