Reportar erro
Batalha judicial

Filha consegue na Justiça direito à herança de Agnaldo Timóteo

Menina de 14 anos herdou 50% da fortuna deixada pelo cantor, avaliada em R$ 16 milhões

Agnaldo Timóteo
Filha consegue na Justiça direto à herança de Agnaldo Timóteo - Reprodução
Redação NT

Publicado em 09/08/2021 às 12:37:00,
atualizado em 09/08/2021 às 13:11:54

A Justiça determinou o direito de Keyty Evelyn, filha adotiva de Agnaldo Timóteo, à herança deixada pelo cantor, que morreu em abril deste ano, aos 84 anos, após complicações da Covid-19. A informação foi confirmada pela QUEM. A menina de 14 anos herdou 50% da fortuna deixada pelo artista, avaliada em R$ 16 milhões. Os outros 50% serão divididos entre quatro familiares.

O cantor conheceu a menina em 2008, quando tinha apenas 2 anos de idade. A mãe era moradora de rua e na época procurou o então vereador pela cidade de São Paulo, em seu gabinete, pedindo ajuda para conseguir uma vaga numa creche para ela. De cara, Agnaldo gostou de Keyty e alugou um imóvel para as duas morarem.

A mãe tem problemas mentais e, por conta disso, acabou voltando para a rua. A avó materna então procurou a polícia, conseguiu a guarda da neta e de maneira informal passou para o famoso. Antes de morrer, ele chegou a entrar com um pedido de adoção.

Parentes brigam por herança de Agnaldo Timóteo

Um mês após a morte do cantor, os parentes iniciaram uma briga na Justiça  pela herança. Ele, que acabou falecendo aos 84 anos por Covid-19, deixou metade de sua fortuna para a filha adotiva, algo que está sendo contestado pelos irmãos do artista.

Como justificativa, eles afirmam que o músico estava confuso quando fez o testamento, e que o médico teria dado um laudo confirmando uma desorientação. Timotinho, sobrinho e assessor do cantor, afirmou que a criança sempre foi rejeitada pelos parentes.



Mais Notícias
Outros Famosos