Reportar erro
Polêmicas

Neymar em crise: De acusação de assédio sexual e aglomeração a festa clandestina

Jogador do Paris Saint-Germain esteve nos holofotes por atitudes extracampo

Neymar em foto de perfil
Neymar tem semana recheada de polêmicas - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 30/05/2021 às 08:05:16,
atualizado em 30/05/2021 às 08:51:28

Neymar esteve sob os holofotes por polêmicas extracampo nesta semana. O jogador do Paris Saint-Germain foi criticado por aglomerar em meio à pandemia da Covid-19 e por supostamente dar uma festa clandestina antes de se apresentar à seleção brasileira. Entretanto, o maior escândalo foi uma acusação de assédio sexual por uma funcionária da Nike em 2016, mas que veio à tona na última quinta-feira (27) por meio de uma reportagem do The Wall Street Journal.  

Segundo a reportagem do jornal nova iorquino, Neymar não colaborou com as investigações internas da Nike e, por isso, a empresa rompeu o contrato milionário com atacante. O jogador nega todas as acusações e ainda acusou a marca de traição. O ex-namorado de Bruna Marquezine entrou de férias do PSG na segunda-feira (24) após conquistar o vice no campeonato francês no último domingo (23). De lá para cá, o nome de Neymar tem circulado na imprensa por causa das polêmicas.

Já no primeiro dia off e em solo tupiniquim, o jogador foi acusado de ter promovido aglomeração e desrespeitar o distanciamento social em um restaurante de São Paulo, em companhia de famosos,  como Gil do Vigor, Thiaguinho e Tirullipa.

De São Paulo, menino Ney foi para sua mansão em Mangaratiba, no litoral sul do Rio de Janeiro. Na quarta-feira (26), segundo o jornal Extra, o craque do PSG teria dado uma festinha clandestina com a presença dos “parças”, como é conhecido seu grupo de amigos, influenciadores e modelos. A festinha rendeu nos perfis de fofoca do Instagram e várias críticas foram feitas ao jogador por, mais uma vez, desrespeitar as medidas de segurança em meio à pandemia da Covid-19 e ser o terror da Organização Mundial de Saúde (OMS).

No dia seguinte (27), logo pela manhã, o jogador se apresentou à seleção brasileira na Granja Comary, em Teresópolis, na região serrana do Rio, para se preparar para as eliminatórias da Copa de 2022. À noite, o nome de Neymar estaria nos principais jornais do mundo por conta da acusação de assédio sexual.

Segundo a reportagem do Wall Street Journal, a funcionária da Nike, autora da denúncia, afirma que o jogador tentou forçá-la a fazer sexo oral em seu quarto de hotel em uma viagem do jogador a Nova York, em 2016. Ela coordenava a logística dos eventos nos quais o atacante participaria.

No ano passado a Nike rompeu o contrato com o jogador, que era patrocinado pela marca desde os seus 13 anos, mas motivo não foi revelado. Ao jornal norte-americano, a conselheira geral da empresa de materiais esportivos, Hilary Krane, declarou que o rompimento veio após o jogador não colaborar com as investigações do caso. A Nike afirma que o assunto não foi tratado publicamente porque a investigação ainda está em curso pela empresa.

Na sexta-feira (28), Neymar publicou um longo texto no Instagram negando as acusações. Ele garantiu que nunca soube deste episódio ou foi chamado pela empresa para prestar esclarecimentos. O jogador ainda disse acreditar que o “tempo trará as respostas verdadeiras” sobre o caso.

“Não me deram a oportunidade de me defender. Não me deram a oportunidade de saber quem é essa pessoa que se sentiu ofendida. Eu nem a conheço. Nunca tive nenhum relacionamento. Não tive sequer oportunidade de conversar, saber os reais motivos da sua dor. Essa pessoa, uma funcionária, não foi protegida. Eu, um atleta patrocinado, não fui protegido. Até quando?”, escreveu em um trecho da carta. A equipe do jogador também divulgou um comunicado.

Maio de Neymar foi agitado, mas nem só de polêmicas

Neymar teve um mês de maio agitado, mas não foi só de polêmicas. No início do mês, o atacante renovou seu contrato com o PSG até 2025, O jogador de 29 anos, contratado pelo clube em 2017, assinou um acordo que, segundo a imprensa francesa, lhe dará um salário anual de 30 milhões de euros.

O jogador também emocionou ao homenagear MC Kevin, seu grande fã, na final da Copa França após o título do PSG, no dia 19. Ele postou uma foto ao lado da taça, segurando uma camisa do time com a foto do cantor e a frase “O menino encantou a quebrada", em referência à música lançada em maio pelo artista. O funkeiro morreu no dia 16 depois de cair do quinto andar de um hotel na Barra da Tijuca, no Rio.

Neymar em crise: De acusação de assédio sexual e aglomeração a festa clandestina
Neymar faz homenagem para MC Kevin - Foto: Reprodução

No dia 20, Neymar dividiu com os fãs que havia sido vacinado contra a Covid-19. “Depois de tanta espera, chegou a minha vez. Que felicidade... Espero que tudo volte ao normal o mais rápido possível e que não só o meu país BRASIL, mas o mundo inteiro possa estar vacinado”, escreveu na ocasião.



TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos