Reportar erro
Bom humor

Marcelo Adnet imita Galvão Bueno e ironiza Pazuello na CPI: "Clima terrível"

Humorista publicou vídeos comentando presença do ex-ministro na CPI da Covid

Eduardo Pazuello (à esquerda) e Marcelo Adnet (à direita) em foto montagem
Marcelo Adnet zombou de Pazuello - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 19/05/2021 às 15:05:00

Nesta quarta-feira (19), o comediante Marcelo Adnet usou seu perfil do Twitter para ironizar o depoimento de Eduardo Pazuello na CPI da Covid. O humorista gravou dois vídeos e publicou na rede social narrando a declaração do ex-ministro da Saúde imitando a voz de Galvão Bueno.

“Bem, amigos da Rede Globo. Aí está Eduardo Pazuello. Afasta o microfone, volta o microfone, visivelmente nervoso. Ali à esquerda Renan Calheiros, o Brasil com ele, quem diria! A careca de Omar Aziz, vem Pazuello, aparentemente, irritado. Ele vai repetindo palavras”, brincou ele.

“Passa o garçom com a bandeja vazia, serviço essencial! Sotaque de Copacabana. Ele afasta o microfone depois de falar, pode voltar o microfone, vai demorar, Pazuello. Eu, hein! Ele volta o microfone, fala em tom incisivo. Vai se criando um clima terrível. Renan pediu ajuda aos tuiteiros”, acrescentou.

Com a repercussão do primeiro vídeo, Adnet decidiu publicar mais um ironizando Pazuello. “Aí o árbitro Omar Aziz, faz ponderações ali, ameaça dar um cartão amarelo. Pazuello em postura militar, altaneiro. Você vê aí Omar Aziz. Está certo o árbitro, José Roberto Wright?”, disse o comediante.

“Tá aí a elegância de Omar dos Santos Cabral Pereira Aziz. Ele nasceu em Itaperuna, no norte do estado do Rio de Janeiro, em 1949, numa tarde de 5 de agosto. Filho de imigrantes libaneses. Eu inventei todas essas informações”, completou Marcelo de forma bem-humorada.

“Pazuello puxou uma prancheta. Vai tentando livrar o chefe de qualquer maneira. Foi com a missão militar de não entregar. Quem diria que quem perguntou no forte de Copacabana para jovens estudantes na década de 60, 70 agora ia ser arguido também, né? Tudo que vai, volta”, encerrou.

Marcelo Adnet e a imitação na CPI

Não foi a primeira vez que Marcelo Adnet brincou com um depoimento na CPI da Covid. Na última terça-feira (18), o ex-ministro das Relações Exteriores também participou da comissão e o humorista também realizou uma narração imitando Galvão Bueno.

“Ele vai vivendo um drama, vai vivendo um drama. Ernesto Araújo, com ele todo o Brasil. A máscara dele vai diminuindo, parece sentir um constrangimento. Até mesmo a máscara parece não resistir. Vai gaguejando, vamos contar o 'gaguejômetro' e a posse de 'gaguejo'”, divertiu-se.



Mais Notícias
Outros Famosos