Reportar erro
Vitória

MP arquiva processos de Bolsonaro contra Felipe Neto. que comemora: "Estou do lado certo"

Youtuber chegou a ser denunciado no começo deste ano

Jair Bolsonaro (à direita) e Felipe Neto (à esquerda) em foto montagem
Felipe Neto é critico de Bolsonaro - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 14/05/2021 às 17:40:00

O influenciador digital Felipe Neto anunciou em suas redes sociais nesta sexta-feira (14) que as acusações contra ele por conta de críticas ao governo Bolsonaro não foram aceitas pelo Ministério Público e também contou aos seus seguidores que a Promotoria acatou as denúncias feitas por eles contra ataques que ele vem recebendo por conta de seu posicionamento político.

“Todas as acusações criminais que foram abertas contra mim durante o governo Bolsonaro foram rechaçadas pelo Ministério Público. Todas as ações criminais (15) que fizemos contra quem cometeu crimes contra mim foram acatadas pelo Ministério Público. É bom saber q estou do lado certo”, escreveu ele no seu perfil do Twitter.

O youtuber é um dos principais opositores de Bolsonaro nas redes sociais e chegou a ser investigado após o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, registrar um boletim de ocorrência contra Felipe. No documento, o parlamentar do Rio de Janeiro afirmou que o influencer teria praticado crimes de calúnia e contra a Segurança Nacional ao associar seu pai com a palavra genocida.

Na última quarta (12), a juíza Gisele Guida de Faria, da 38ª Vara Criminal do TJ do Rio, determinou o arquivamento do processo. A decisão atendeu ao pedido da equipe jurídica de Felipe Neto, que já tinha conquistado a suspensão do documento em caráter liminar.

Felipe Neto x Jair Bolsonaro

O youtuber havia sido intimado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro para depor após fazer uma crítica ao presidente Jair Bolsonaro. Por meio do Twitter, o influencer contou que foi envolvido em investigação de "crime contra a segurança nacional". Neto afirmou que isso não passa de uma tentativa de o intimidar por conta de expor opiniões contrárias ao atual governo, e garantiu que não vai parar. 

Em outro momento, ele ainda explicou o motivo de ter usado o termo em questão a se referir a Bolsonaro, e citou a questão das ações do político na pandemia. "Minha atribuição do termo 'genocida' ao Presidente se dá pela sua nítida ausência de política de saúde pública no meio da pandemia, o que contribuiu diretamente para milhares de mortes de brasileiros. Uma crítica política não pode ser silenciada jamais!", disse na ocasião.



Mais Notícias
Outros Famosos