Reportar erro
Censura?

Congresso reforça pedido ao STF após nova mensagem de Danilo Gentili: "Criminosa"

Apresentador está em "guerra" com os políticos

Danilo Gentili no The Noite
Danilo Gentili está sendo processado - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 17/03/2021 às 15:24:00,
atualizado em 17/03/2021 às 15:36:52

Danilo Gentili fez uma nova postagem criticando os governantes brasileiros e o Congresso Federal reiterou ao ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, o pedido para proibir o comediante de utilizar as redes sociais. Na publicação recente, o humorista afirmou – em tom de humor – que daria o direito de cidadãos xingarem políticos se fosse eleito presidente. Em fevereiro, o apresentador usou seu perfil do Twitter para dar uma sugestão para que a população “entrasse” no Congresso “e socasse todo deputado” favorável a PEC da imunidade parlamentar.

“Quando eu for presidente me comprometo a dar uma canetada e criar a imunidade cidadã: todo cidadão terá imunidade para xingar o político que quiser. Se político que é sustentado pelo povo pode ter imunidade parlamentar o cidadão também deve ter imunidade contra eles”, afirmou Danilo.

A nova postagem irritou a Casa de Leis e outro ofício foi enviado ao STF. “[Ele] persiste na conduta delitiva, evidenciada pela incursão na seara criminosa de propor atos de violência e desprezo, causando franca desordem aos caros preceitos democráticos”, diz o trecho do documento divulgado pelo site O Antagonista.

Em fevereiro, Gentili criticou a chance da PEC da imunidade parlamentar ser aprovada. “Eu só acreditaria que esse país tem jeito se a população entrasse agora na Câmara e socasse todo deputado que está nesse momento discutindo PEC de imunidade parlamentar”, postou o comunicador do The Noite, mas depois ele apagou.

A ação foi articulada pelo deputado Luis Tibé (Avante-MG) depois de um pedido do parlamentar Celso Sabino. Os dois são da base aliada do atual presidente da Casa de Leis, Arthur Lira. A petição compara a postagem de Gentili com a do deputado Daniel Silveira, preso depois que ameaçou ministros do STF.

Danilo Gentili e seu manifesto

No dia 1° de março, sem fazer qualquer menção sobre a petição enviada pela Câmara ao STF, o apresentador afirmou que foi alvo de reclamações, no qual ele classificou como “justas”. Após a publicação, o humorista não postou mais nada em seu perfil do Twitter.

“Eu fiz um tuíte que foi alvo de justas críticas por alguns deputados. Quem me segue sabe que sempre defendi as instituições. Aliás, minha briga com bolsonaristas foi justamente pelo fato de eu ser contrário aos pedidos criminosos de fechamento do STF e do Congresso”, publicou.



Mais Notícias
Outros Famosos