Reportar erro
Talkei?

Após ser condenado à prisão, Danilo Gentili recebe apoio de Jair Bolsonaro

Humorista foi condenado por injúria à deputada federal Maria do Rosário; cabe recurso

Jair Bolsonaro e Danilo Gentili sorrindo
Bolsonaro se solidariza com Danilo Gentili nas redes sociais
Daniel César

Publicado em 11/04/2019 às 12:20:24

Jair Bolsonaro se manifestou publicamente sobre a condenação de Danilo Gentili na manhã desta quinta-feira (11). O presidente utilizou suas redes sociais para demonstrar apoio ao humorista, que foi condenado a seis meses e 28 dias de prisão em regime semiaberto por injúria à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).

“Me solidarizo com o apresentador e comediante Danilo Gentili ao exercer seu direito de livre expressão e sua profissão, da qual, por vezes, eu mesmo sou alvo, mas compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para alguns e não para outros”, escreveu Bolsonaro em seu perfil pessoal no Twitter.

Vale lembrar que Danilo Gentili foi um dos apoiadores de Jair Bolsonaro durante campanha eleitoral no ano passado. Os dois se conhecem há tempos, já que o atual presidente teve muito espaço no extinto “CQC”, programa da Band que colocou o humorista no sucesso.

A manifestação de apoio de Bolsonaro a Gentili chamou a atenção de internautas e especialistas. Isso porque o presidente ficou em silêncio no caso da execução do músico que levou 80 tiros de membros do exército no Rio de Janeiro.

Condenado em decisão da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo nesta quarta (10), o apresentador do SBT tem colecionado apoios, tanto de outros artistas quanto de políticos de oposição. Muitos entendem que esse tipo de caso, acusação de injúria e danos morais, deveriam correr apenas no campo cível, sem condenação penal.

 Danilo é, no entanto, um dos humoristas que mais se manifestam politicamente. Ele apoiou abertamente Aécio Neves em 2014, o que garantiu ter se arrependido. O NaTelinha fez reportagem especial mostrando as suas polêmicas.

O caso

Em 2016, o líder do “The Noite” publicou vários tuítes chamando Maria do Rosário de “falsa”, “cínica” e “nojenta”.

Depois, ele recebeu uma notificação extrajudicial pedindo que as mensagens fossem apagadas. Entretanto, Danilo rasgou o documento e colocou os papéis picados dentro da sua calça. A cena foi gravada e divulgada em suas redes.

Processado, a defesa do apresentador afirmou que os posts tiveram intenção humorística, justificativa que foi rejeitada pela juíza federal Maria Isabel do Prado.

“Se a intenção do acusado não fosse a de ofender, achincalhar, humilhar, ao ser notificado pela Câmara dos Deputados, a qual lhe pediu apenas que retirasse a ofensa de sua conta do Twitter, o acusado poderia simplesmente ter discordado ou ter buscado a orientação jurídica de advogados para acionar pelo que entendesse ser seu direito. Não contente com a injúria propalada, resolveu gravar um vídeo com conteúdo altamente ofensivo e reprovável, deixando muito clara a sua intenção de ofender”, disse a magistrada.

Agora, o advogado de Danilo Gentili, Rogério Cury, afirmou que ainda não tomou conhecimento da decisão e destacou seu espanto: “A defesa ainda não foi intimada da decisão e desconhece o seu conteúdo, mas, ao longo do processo a prova produzida foi clara no sentido da absolvição de Danilo Gentili. Portanto, a notícia da condenação causa espanto, em especial, por se tratar de hipótese que pode atingir a liberdade de imprensa e criminalizar o humor. Havendo a devida e necessária intimação da sentença, a defesa recorrerá e confia que as instâncias superiores modificarão a sentença“.

Danilo Gentili apresenta o talk-show “The Noite”, que frequentemente atinge a liderança de audiência nas madrugadas do SBT.

Mais Notícias
Outros Famosos