Dificuldades

Taís Araújo revela crise no casamento durante pandemia: "Estava vendo casa para morar"

Atriz contou que se reconectou com Lázaro Ramos por causa do trabalho

Taís Araújo revela crise no casamento durante pandemia:
Lázaro Ramos ao lado de Taís Araújo - Foto: Reprodução

Publicado em 02/10/2020 às 14:59:00 ,
atualizado em 02/10/2020 às 15:17:15

Por: Redação NT

Taís Araújo revelou que pensou em se separar de Lázaro Ramos e chegou até ver outra casa para morar, mas mudou ao pensar como seria sua vida longe do ator. Ela confessou que o período de isolamento foi muito difícil, contudo, conseguiu se reconectar com a família.

“Já estava até vendo casa para morar, imaginando eu e meus filhos, guarda compartilhada (risos). Pensei nisso? Pensei mesmo! Em como seria nossa vida. E também em “será que vou bancar essa?”. Casal com filho na quarentena real, sem nenhum funcionário... Estava difícil mesmo. Não era um desejo real de querer separar, era o de ter um tempo para mim”, contou em entrevista para a revista Época.

Ela explicou que seu relacionamento com Lázaro era com muitos passeios e jantares, mas que se perdeu com a pandemia do novo coronavírus. “A gente era um casal que namorava, saía para jantar, tomar um vinho, ir ao cinema. Minha mãe ficava com as crianças duas vezes na semana. Isso acabou. Estamos tentando recuperar”, explicou.

Até o sexo ficou prejudicado durante o isolamento social e Taís até brincou sobre o assunto, questionando quem conseguiu ter uma vida sexual ativa. “Rolou uma vez ou outra, naquele 'fecha a porta, rapidinho'. Amor, se algum casal trepou loucamente nesta quarentena, me diz. Quero saber qual foi a medicação”, divertiu-se.

Taís Araújo e a reconexão

Taís Araújo explicou que seu casamento voltou a ficar bom quando eles começaram a gravar o episódio da série Amor e Sorte. “Foi fundamental voltar a trabalhar junto, nos reconectou. Amor e sorte deu uma salvada real e o Superbonita também”, relatou.

“Claro que foi cansativo, desafiador, não foram só momentos bons. Mas, cara, tive a chance de conhecer meus filhos. Conhecer verdadeiramente. E isso tem um valor. Nem nossos pais tiveram essa oportunidade de perceber tão de perto: “Como posso ajudar essa criança?”. Ou: “Me ajuda a ajudar essa criança”. Ou ainda: “Essa criança me ajuda”. Entender quais são os desafios de cada um”, completou.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!