Nervosismo é o maior inimigo em primeira prova oficial do "MasterChef"

Reality começou com os 21 participantes nesta terça-feira (28)

Bruno foi o primeiro eliminado da quarta temporada do "MasterChef Brasil" - Fotos: Carlos Reinis/Band

Publicado em 29/03/2017 às 09:25:56

Por: Vitor João

A primeira prova com os participantes oficiais do “MasterChef” foi ao ar nesta terça-feira (28), na Band. Como ocorre tradicionalmente, a tensão e o nervosismo predominaram nesta fase inicial da competição.

Dando início aos trabalhos do episódio, a primeira prova que definiria os melhores dos 21 cozinheiros amadores teve como tema um legume muito utilizado pelos brasileiros: a batata e as suas mais variadas formas e sabores. Preparações das mais simples, passando pelas clássicas e elaboradas, estiveram dentre as produções. Por questões de agilidade e tempo, não tivemos com riqueza de detalhes tudo sobre os preparos de todos os competidores.

A maioria optou pela “comodidade”, partindo para o lado de um prato salgado. Na contramão de todos, a queridinha do Twitter, a tailandesa Yuko, escolheu pelo preparo de um prato doce, mais especificamente um pudim de leite de côco e batata. A combinação, que aos nossos olhos parece não existir através deste texto, surpreendeu positivamente aos jurados.
 

Destacando-se com os seus respectivos pratos, Mirian, Vitor B., Natália, Yuko e Leonardo ficaram entre os cinco melhores, sendo este último eleito o destaque da prova. O seu prato saltou aos olhos de Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin pela sua simplicidade mas riqueza em questão de sabor. Já Nayane, que ingressou no programa graças a uma repescagem, ficou a maior parte do tempo perdida e não executou bem o seu prato, tendo ele definido como “papelão” por Paola. Junto dela, Taise e Caroline foram escolhidas como as piores e penalizadas na etapa de eliminação.

Para a definição de quem seria o eliminado do dia, o desafio foi reproduzir dois pratos originais de Henrique Fogaça: atum com gergelim, arroz negro e molho teriaki e o outro sendo um cupim acompanhado com farofa de banana. A escolha de qual seria o preparo de cada cozinheiro coube ao participante Leonardo, que venceu a primeira prova da noite. Como penalidade pelo péssimo desempenho na prova anterior, Nayane, Taise e Caroline ficaram com o atum, avaliado por Fogaça como o mais difícil.
 

O nervosismo mais uma vez tomou conta da cozinha e atrapalhou a maioria dos competidores. Dentre os momentos mais curiosos, ficou a Aderlize que, em pleno reality gastronômico, apresentou dificuldades no uso da panela de pressão. Complicado, né? Isso acabou lhe custando caro e o seu cupim foi caracterizado como “seco” pelos jurados.

O destaque da prova ficou para dois competidores: Michele e Fabrizio. Ela, sem pretensões de chamar atenção, mandou bem no preparo do seu cupim, sendo muito elogiada pelo trio de chefs profissionais. Particularmente, ela tem grandes chances de brilhar nos próximos episódios. Já Fabrizio se destacou no preparo do seu atum, consagrando-se como o melhor da etapa.

Nayane, mais uma vez, mostrou-se completamente perdida e concluiu seu prato nos segundos finais. Ao apresentar, ela foi questionada por Paola quanto à sua capacidade de continuar na competição, indo às lágrimas. Por mais incrível que pareça, Nayane não foi a eliminada da vez e sim o competidor Bruno, que pecou pela falta de sal no cupim e por apresentar parte da mandioca crua. A moça ganhou uma nova chance para mudar sua postura completamente sem foco na competição. Certamente se assim ela continuar, não irá muito longe.
 

Agora com 20 competidores, ainda é um pouco cedo para definirmos os melhores. No próximo episódio, onde haverá uma prova em equipe, poderemos avaliar a postura de cada um trabalhando em conjunto, o qual é essencial, afinal o sucesso de uma cozinha não se define apenas por um bom chef mas também pela sua tropa.


Vitor João é formado em gastronomia e acompanha assiduamente a maioria dos realities de culinária, como o "MasterChef Brasil".



LEIA MAIS

COMENTÁRIOS

Fechar X