Reportar
erro
Final feliz

Libertadores na Globo: Emissora cortou na própria carne para recuperar torneio

Emissora venceu a licitação


Luís Roberto narrando partida na Globo
Globo voltou à Libertadores da América - Foto: Reprodução
Por Daniel César

Publicado em 12/05/2022 às 19:50:24

Uma novela que não foi produzida pela Globo chegou ao fim nesta quinta-feira (12): a Conmebol anunciou que a emissora carioca foi a vencedora da licitação e voltará a exibir com exclusividade na TV os jogos de times brasileiros na Libertadores a partir do ano que vem. A vitória é a página final de uma longa jornada que fez com que a empresa tivesse que cortar na própria carne.

Desde que, no início da pandemia, a Globo suspendeu os repasses para a Conmebol e tentou renegociar os valores da competição, a emissora viveu um inferno astral e virou persona non grata na entidade. Dois anos depois, tudo parece encerrado com um final feliz, porém o processo foi longo e fez com que o canal tivesse que cortar custos, reduzir pessoal e recalcular a rota.

Desde que perdeu os direitos da Libertadores, a Globo fez uma série de concessão e de mudanças em diversas áreas. Entre elas, a empresa abriu mão de todas as competições estaduais nos últimos tempos, inclusive o campeonato Paulista que foi parar na Record. Além disso, a emissora carioca também perdeu os direitos da Fórmula 1, atualmente na Band, tudo calculado para recuperar a competição continental.

Globo reservou dinheiro

imagem-texto

Em 2021, Fernando Manuel Pinto, diretor de esportes do Grupo Globo, falou que havia a possibilidade de recuperar a Libertadores e que a empresa estava muito empenhada para isso.

"A Libertadores sempre interessou e interessará a Globo. Houve um episódio da pandemia com impacto muito severo. Esse contrato com a Conmebol até 2022 foi rescindido. O futuro depende de diversos aspectos. E como é um tema que evoluiu de uma rescisão, que passa por avaliação jurídica, a uma confidencialidade no processo. Mas a Libertadores é do interesse e está no radar da Globo", garantiu.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias