Reportar erro
Susto

Após check-up, William Waack é internado às pressas, mas decide voltar à CNN

Jornalista prefere que o assunto não ganhe repercussão

William Waack sentado, com expressão séria, falando para a câmera, de roupa social
William Waack durante edição do WW, programa em que discute o que acontece no Brasil e no mundo - Reprodução/CNN Brasil
Redação NT

Publicado em 13/12/2021 às 17:30:00

William Waack passou por um susto no último fim de semana. Na sexta-feira (10), o jornalista foi fazer exames de rotina no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e, após o check-up, os médicos viram que o contratado da CNN precisaria ser internado para passar por um novo cateterismo, procedimento ao qual ele já havia sido submetido em 2017.

A assessoria da CNN Brasil disse ao NaTelinha que Waack não deu muitos detalhes sobre o ocorrido e que prefere não comentar o assunto, que julga muito particular. Ainda de acordo com informações da emissora, por decisão própria, o jornalista passa bem e estará ao vivo hoje à noite no canal de notícias.

Quatro anos atrás, o jornalista, que era âncora do Jornal da Globo, se afastou da bancada do telejornal para a realização de um cateterismo e foi substituído por Carlos Tramontina.

William Waack chama apoiadores de Bolsonaro de "fanáticos imbecilizados" e repercute

O jornalista William Waack escreveu um artigo de opinião detonando Jair Bolsonaro (Sem partido) e seus apoiadores. O texto que foi publicado pelo Estadão no fim de agosto, fez o nome do apresentador ficar entre os mais comentados nas redes sociais naquela sexta-feira.

“Bolsonaro acha que manda, mas não comanda nada a não ser fanáticos imbecilizados em redes sociais que não sabem até agora muito bem onde está o ‘palácio de inverno’ a ser tomado e ocupado. Eles são contra um monte de coisas, mas ainda aguardam uma ordem específica do ‘mito’ sobre em qual direção marchar e qual inimigo precisam aniquilar”, escreveu no artigo intitulado de Ninguém Teme Bolsonaro.

A opinião do contratado da CNN Brasil deu o que falar entre os internautas, que em parte agradou e outros ficaram bem incomodados. "'Bolsonaro acha que manda, mas não comanda nada a não ser fanáticos imbecilizados em redes sociais'. Sabe quem disse isso? O William Waack. E se pode dizer tudo do Waack, menos que ele é de esquerda, né, gente?", comentou um. "Seja bem vindo ao time dos comunistas, William Waack", ironizou outro. "William Waack diz que Bolsonaro não tem as ruas. Quer pagar pra ver ou vai continuar se posicionando com o corporativismo dos jornasPonto de interrogação e exclamação", opinou mais um.



Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias