Reportar erro
Bate-boca

Bolsonaro abandona entrevista após discussão com André Marinho na Jovem Pan: "Tchutchuca"

Presidente ficou muito irritado com a pergunta de André Marinho

André Marinho e Jair Bolsonaro no programa Pânico
Bolsonaro brigou com André Marinho no Pânico - Foto: Reprodução/YouTube
Redação NT

Publicado em 27/10/2021 às 14:41:00,
atualizado em 27/10/2021 às 14:43:06

Nesta quarta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro foi entrevistado pelo programa Pânico, na rádio Jovem Pan, e discutiu com André Marinho. O humorista fez uma pergunta irônica ao chefe do executivo federal brasileiro, deixando-o irritado, o que gerou o bate-boca ao vivo.

“Uma honra vê-lo aqui. Além de ser nosso presidente, é um verdadeiro mito. Tá todo mundo aqui muito preocupado com o retorno do PT ao poder. O PT que vendeu o governo para o centrão, comprou base parlamentar com emenda, tinha milícia digital para atacar opositor e fez indicação ao STF com cunho político. Ninguém quer ver esse horror voltando”, afirmou Marinho.

Ele colocou o Partido dos Trabalhadores na frase, mas listou atitudes que Bolsonaro e a equipe do seu governo estão realizando nos últimos meses. O objetivo da troca de nomes foi porque era o que o presidente acusava os governos petistas de praticar. Na sequência, Marinho destacou as denúncias de rachadinha contra a família do governante brasileiro, só que fingindo que os crimes foram cometidos por partidos de esquerda.

“Mas eu tenho uma denúncia aqui de uma prática que tem acontecido direto no meu Rio de Janeiro, onde eu nasci, onde ele militou na política, que são vários deputados nos seus gabinetes, PSB, PSOL, PT, que estão roubando salário de assessor e botando no próprio bolso, desviando dinheiro público. E o PT é campeão deste tipo de crime peculato. Então eu pergunto: rachador tem que ir para cadeia ou não?”, indagou.

Neste momento, Bolsonaro se irritou e respondeu: “Marinho, você sabe que eu sou presidente da República e apenas respondo pelos meus atos, tá ok? Então não vou aceitar provocação tua. Recolha teu jornalismo, não vou aceitar”, afirmou. “Mas o PT vai voltar, presidente. E o PT?”, ironizou o integrante do Pânico.

Bolsonaro acusa o pai de Marinho

André Marinho é filho de Paulo Marinho, suplente do senador Flávio Bolsonaro. O presidente acusou o empresário de querer a vaga do filho, insinuando que esse é o motivo do humorista criticá-lo tanto na Jovem Pan.

“O seu pai tá interessado na cadeira do [senador] Flávio Bolsonaro. Não vou discutir com você. Seu pai quer a cadeira do Flávio Bolsonaro. Eu indiquei seu pai para ser suplente do Flávio [...] Não tem mais conversa contigo”, comentou.

Emílio se intrometeu na confusão e pediu para que outro integrante fizesse uma nova pergunta ao presidente. Só que Marinho não perdeu a oportunidade de criticar o chefe do executivo. “É tigrão com humorista e tchutchuca com o STF”, detonou.

Pouco tempo depois, Marinho voltou a interagir com  Bolsonaro, que se recusou a falar com o comediante. "Você só vai responder pergunta de bajulador?", perguntou. Adrilles se irritou e se intrometeu na conversa, gritando com o colega de emissora. Neste momento, o governante se levantou e abandonou a entrevista. que foi feita de maneira remota.

Confira os dois momentos:



Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias