Reportar erro
Spin-off da MTV

A Treta Não Tira Férias: Mareu revela bastidores e fala sobre temporada inclusiva: "Demorou demais"

Ela relembra reencontro entre Rico e Luís e climão nos bastidores: "Fiquei muito tensa"

Mareu abrindo os braços em A Treta Não Tira Férias
Mareu tem missão de promover reencontros no A Treta Não Tira Férias - Fotos: Divulgação/MTV
Thiago Forato

Publicado em 29/07/2021 às 06:35:00,
atualizado em 29/07/2021 às 13:56:04

Maria Eugênia Suconic, a Mareu, estreia nesta quinta-feira (28) um spin-off do De Férias com o Ex: Celebs 2, que terminou no final de junho na MTV. Ela comanda o A Treta Não Tira Férias a partir das 22h, e em oito episódios semanais vai promover reencontros calorosos entre os participantes da temporada que foi a mais inclusiva da história do canal. "Demorou demais", admite ela numa entrevista ao NaTelinha.

A ex-apresentadora do Adotadas (2014-17), que contou com quatro temporadas, também revela um pouco dos bastidores das gravações do spin-off e momentos de tensão entre Luís e Rico, que se estranharam desde o início. "Eu fiquei muito tensa. O Rico já tinha falado: 'Se eu encontrar com ele vou bater nele'. Falei: 'Meu Deus do céu, se começa a se bater aqui, o que vou fazer, né?'", relembrou.

Ao longo da entrevista, a ruiva também revela que já foi convidada para realities de confinamentos na TV. "Ia ser expulsa na primeira semana", diverte-se ela, acreditando que sairia cancelada.

Estudando teatro, vem mergulhando nos estudos para atuar futuramente, seja em novela, filme ou série. "Tenho muita curiosidade, adoraria fazer uma série, um filme. Tô estudando toda semana, faço tudo, tô lendo um monte, vendo como que é, pra ver se é um interesse maravilhoso assim aquela coisa de 'quero fazer'", confidencia.

Confira abaixo o bate-papo na íntegra:

NaTelinha - Você comandou o Adotadas por quatro temporadas. Que tipo de bagagem esse reality te trouxe para comandar o Treta Não Tira Férias?

Mareu - Olha, comparando com o que tem dos dois realities, acho que a treta. No Adotadas tinha muita treta. Em vários momentos tentava ficar ali botando panos quentes. No Treta Não Tira Férias não é diferente, só que são mais tretas ainda. No Adotadas eu tava sabendo tudo que tava acontecendo. Eu tava vivendo ali, é mais fácil pra falar e por seu ponto de vista. No Tretas Não Tira Férias é uma coisa que você fica meio imparcial. Você fala 'O que tá acontecendo? Pra onde que eu vou? O que tá rolando?' Eles começam a contar coisas... Sei o que vi no programa. Eles começam a contar coisas que não foi ao ar, coisas que viveram aqui fora, então é muito complicado.

NaTelinha - Você já era telespectadora assídua do De Férias com o Ex? Já era fã do programa?

Mareu - Eu já era. Sabe que na primeira temporada do De Férias com o Ex, acho que primeira e segunda, fazia um programa chamado Amor e Ódio, eu comentava os episódios. Então, já assistia bastante. Nesse tive que assistir um pouco mais pra fazer o Treta. Depois que me convidaram pra fazer, foquei um pouco mais.

NaTelinha - Já sabia que faria o Treta antes de estrear essa última temporada?

Mareu - Não, só antes de ir ao ar os últimos episódios.

NaTelinha - E estava mais ou menos por dentro?

Mareu - Tava mais ou menos por dentro, mas aí fiz um 'intensivão', comecei a assistir tudo e ver tudo, e focar diferente. Olhando todos os lados sem perder nada pra conseguir fazer o Treta.

imagem-texto

NaTelinha - Que tipo de "plus" o programa vai trazer em relação aos 12 episódios que já foram ao ar?

Mareu - Esse programa é legal porque fala um pouco do que acontece depois que eles assistiram tudo isso. Em vários momentos estavam lá super bêbados, e não sei o quê, festa, faz tudo no calor da emoção. No Treta a gente revê vários momentos e tem que comentar. Então, se a pessoa se arrepende, se não se arrepende, se faria alguma coisa diferente, se voltaria pro programa, o que de repente desencadeou mais a a fundo as brigas que tiveram ou situações que tiveram. Traz bastante coisa nova. O que acharam da reação do público com o que foi passado, o que acharam das pessoas. Eles explicam, alguns falam nessa época nao tava bem. Você entende mais a fundo os participantes

NaTelinha - Já faz seis meses que o programa encerrou as gravações. É uma janela interessante, né?

Mareu - Muita coisa mudou e eles têm muitas histórias juntos. É engraçado que eles se juntam de um tanto, parece que continua aqui. Vários continuam andando juntos, vários dormindo um na casa do outro, então a treta continua. As tretas continuam e eles trazem bastante disso, dos romances que tiveram fora, de achar que um era amigo ou não era amigo. Muitas coisas aconteceram.

NaTelinha - Qual treta foi mais difícil de ter sido passada a limpo no programa? Qual foi o maior climão?

Mareu - Nossa, você sabe que... Quando fui gravar, falei que o episódio mais difícil vai ser do Rico com o Luís. Eu fiquei muito tensa, bota o segurança perto. O Rico já tinha falado, se eu encontrar com ele vou bater nele. Falei meu Deus do céu, se começa a se bater aqui, o que vou fazer, né? E teve uma reviravolta no programa não posso te contar porque você vai ter que assistir, mas fui surpreendida com tudo que aconteceu.

E em vários outros momentos que eu achava que tava tudo lindo e maravilhoso, virava um caos e falava 'mas por que que começou isso?' Assim, assistindo o programa você vai ver: não dá pra saber quando vai começar uma treta ou quando vai ficar todo mundo na paz. É o tempo inteiro de reviravoltas.

NaTelinha - Essa foi a mais impactante?

Mareu - Teve uma briga da Ingrid que foi bem impactante... Essa quase fiquei sem saber o que fazer. Fiquei: 'meu Deus do céu, o que eu faço?'.

NaTelinha - E o que você fez?

Mareu - Ouvi, deixei sair toda a briga e falei: 'bom agora vamos ver outro vídeo e vamos mudar de assunto pra levar pra outra coisa'. Entraram num looping de briga que não ia resolver nada e não ia sair dali. A única forma era mudar de assunto de uma forma drástica. Isso rolou bastante, vai e volta nos assuntos. Tem alguns que definitivamente não tem como ser resolvidos.

NaTelinha - Houve risco de sair porradaria?

Mareu - Foi engraçado, a gente sentava pra gravar e os participantes falavam: 'eu não vou sentar do lado dessa pessoa'. Aí você já fala 'meu Deus, Casos de Família... Vai começar'.

NaTelinha - O que você achou dessa última temporada de uma maneira geral, que foi a mais inclusiva da história da MTV aqui no Brasil? Por que acha que tenha demorado tanto?

Mareu - Demorou demais. Demorou demais. Demorou demais e eu espero que na verdade continue assim. A gente parecia que tinha uma época, era só padrão. E não é tão mais legal? Todo mundo diferente, com gostos diferentes, gêneros diferentes, é maravilhoso, espero que continue assim cada vez mais. Acho que demorou, mas agora veio pra ficar. É isso que a gente tá querendo, a gente precisa dessa diferença toda junto.

NaTelinha - Até as tretas pareciam mais reais...

Mareu - Eram brigas reais, coisas reais, senti muito nessa temporada. A gente assistindo dava uma agonia, onde vai parar isso. Nunca tinha entrado segurança, produção no meio de uma briga. Faltou pouco pra rolar uma expulsão.

imagem-texto

NaTelinha - Como a gente falou, você apresentou o Adotadas, e nada mais natural do que eu te perguntar: quem você adotaria desse elenco?

Mareu - Quem eu adotaria? Que difícil, gente... Uma que adorei e que é muito divertida, que amei o estilo e tudo é a Tainá. Gostei muito da Tainá, e gostei muito do jeito que a Bella conduziu a história do poliamor, que era poliamor. Ela deixou tudo muito leve. Ela saiu pegando todo mundo e tava tudo certo. Então eu gostei do jeito dela, de como entrou no programa, de como ela conduziu as coisas, fez o trisal dela lá e o Naka nem percebeu. Era tudo muito natural. As duas, eu gosto bastante delas.

NaTelinha - Assiste outro tipo de reality como o Big Brother e A Fazenda? Já foi convidada?

Mareu - Nessa pandemia assisti tudo. Fui convidada. Não posso falar pra qual, mas fui convidada pra mais de um deles. É engraçado, as pessoas tem vontade de me botar numa casa confinada que é uma loucura. Não tenho coragem... Acho que confinada é muito... Tipo, não dá.

NaTelinha - Não valeria a pena por R$ 1,5 milhão?

Mareu - Você acha que ia ganhar? Ia ser expulsa na primeira semana! (risos) Acho que eu ia sair bem cancelada. Quem sabe um dia? Agora não é meu foco.

NaTelinha - Faz tempo que você foi convidada?

Mareu - Tem um que me chama toda vez. Todo ano. E obrigado, eu adoro, mas não vai. (risos)

NaTelinha - Você aceitaria participar do De Férias ou não quer vê-los nem pintado de ouro?

Mareu - Comigo, tenho tanto ex que tinha que ter uma temporada só minha.

NaTelinha - Está aí uma ideia...

Mareu - (risos) Não, mas eu não quero, não quero encontrar com ex nenhum. Tá bom, tá bom assim. Minha cota de reality deu com Adotada.

NaTelinha - Tem algum projeto de volta?

Mareu - Agora não dá pra pensar nisso. A gente fez o Adotada TBT, conversando com as famílias ano passado, vendo como elas estavam, adoro o Adotadas, não dá pra falar se volta ou não se não volta. Mas eu gosto muito, é um programa que é meu também, adoro fazer.

Adoraria fazer o Adotadas fora do Brasil de repente pra mudar um pouco, mas isso não dá pra saber.

NaTelinha - Por você voltaria?

Mareu - Ai, eu não sei. Acho que pensando bem, estruturando bem... Tenho muito amor por Adotadas, mas não posso falar que voltaria amanhã. É um projeto muito cansativo, exige muito, fico meses viajando, abandono minha casa. É muito louco tudo. Mas, é legal. Quem sabe um dia?

NaTelinha - O que você tem vontade de fazer na televisão mas que não conseguiu fazer ou que talvez tenha sido convidada, mas ainda não deu pra fazer?

Mareu - O que tá rolando agora é que tô fazendo muita aula de teatro, então tenho muita vontade de atuar. Já me convidaram pra fazer coisas. Acho que tô me preparando, tô vendo, tô estudando... Mas, tenho vontade.

NaTelinha - Em novela, filme?

Mareu - Em série... Eu não sei na verdade. Tô estudando toda semana, faço tudo, tô lendo um monte, vendo como que é, pra ver se é um interesse maravilhoso assim aquela coisa de 'quero fazer'. Mas tenho muita curiosidade, adoraria fazer uma série, um filme, não sei como. Como é muito novo, uma intensidade de trabalho, sei que tem que se dedicar muito. Tô me preparando para.

NaTelinha - E o que o público pode esperar do Treta Não Tira Férias?

Mareu - Pode esperar muita treta, lavação de roupa suja, histórias novas e muita treta mesmo. Reconciliações e tudo. Tipo lavando roupa suja.

NaTelinha - Aquele climinha de formatura do último episódio ficou pra trás?

Mareu - Em alguns momentos tem. Alguns momentos tem, são bem legais. Aquela confraternização, amigos e tudo. Mas em vários outros... A chave vira muito rápido, sabe? E no meio do programa. Falou uma coisa e você perde a noção.

Mais Notícias