Reportar erro
Tristeza

Tiago Leifert conta que estava triste no dia da final do BBB21: "Horroroso"

Apresentador ficou abalado com a morte de Paulo Gustavo

Tiago Leifert no Conversa com Bial
Tiago Leifert no Conversa com Bial - Foto: Reprodução/Globo
Redação NT

Publicado em 08/05/2021 às 10:00:13

O apresentador Tiago Leifert revelou que estava muito triste na última terça-feira (4), final do BBB21, por conta da morte de Paulo Gustavo. Ele também contou, no Conversa com Bial, na sexta-feira (7), que ficou chateado com a chacina que ocorreu em Saudade, Santa Catarina, mas que precisou ser forte para comandar o reality show da Globo.

"O fato de a gente conhecer muita gente, a gente sabia que a situação era muito critica e a notícia sairia a qualquer momento”, começou. “Assim que a gente foi pro intervalo, o Boninho entrou no meu ponto e me perguntou e eu falei que ia dar a notícia a eles no intervalo”, explicou o comunicador, que não quis dar a informação da morte do humorista ao vivo para os participantes.

Com tanta notícia negativa, Leifert precisou comandar um programa de quase duas horas. O apresentador detalhou que teve que esquecer o mundo externo e focar apenas nos acontecimentos do confinamento para levar entretenimento aos milhões de telespectadores.

“A gente abre mão um pouco dos nossos sentimentos. A gente tem a função de entregar as pessoas 60 minutos de alegria. Era um dia horroroso. Quando eu vi as notícias de Santa Catarina, eu queria voltar para minha cama. Que dia horroroso para se fazer uma final. Era o pior dia para se fazer uma final”, declarou Tiago.

Tiago Leifert e as críticas

Tiago Leifert também relatou que sabe lidar com as críticas, mas comentou que é difícil em alguns momentos. Ele explicou que conversar com os participantes sem passar informações externas é complicado.

“Você tem que lidar com as expectativas do público que são muitas. Você tem que desligar muita parte do seu cérebro, porque tem coisa que você não pode falar. Às vezes você tem que narrar uma prova e ao mesmo tempo ser juiz”, pontuou. “E todo mundo inventando regras novas, pegando coisas que você deixou de falar e usando contra você”, concluiu.



Mais Notícias