Reportar erro
Pandemia

Bonner faz desabafo no JN sobre a cobertura da Covid-19: "Esgrimando loucos"

Apresentador criticou disseminação de notícias falsas feita, inclusive, por pessoas em "cargo público"

William Bonner
William Bonner desabafou no Jornal Nacional. Foto: Reprodução/TV Globo.
Redação NT

Publicado em 14/01/2021 às 21:59:06

William Bonner fez uma crítica (veja vídeo abaixo) a quem dissemina notícias falsas ou distorcidas sobre a pandemia. Em tom firme, o apresentador do Jornal Nacional desabafou, na noite desta quinta-feira (14). Disse que os jornalistas estão “esgrimando com loucos” que espalham “mentiras a bel prazer” de forma sistemática - incluindo políticos: “Tem gente que faz isso vestido de cargo público”. Nas redes sociais, houve quem interpretasse o comentário como indireta  ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Se nós fazemos isso todo dia (noticiar a pandemia), é porque nós estamos cumprindo um dever profissional. Nós, aqui, e todos os jornalistas do planeta terra. Nesse momento, infelizmente, além de dar as notícias, de trazer as informações corretas, nós estamos esgrimando com loucos, com irresponsáveis, com gente que é capaz de entrar num WhatsApp da vida e sair espalhando mentira a bel prazer”, comentou.

Bonner prosseguiu. “Mas (espalham) as mentiras mais absurdas, crendices. Tem gente que faz isso vestido de cargo público. Tem gente que faz isso sistematicamente”, explanou, em pé, diante do telão, antes de dar espaço para o jornalista Alan Severiano trazer as últimas informações da pandemia no país.

“Mas a gente, aqui, nós, jornalistas profissionais, nós não vamos desistir. Porque esse é o nosso dever profissional. A gente está defendendo, aqui, (não só) a nossa profissão, mas a gente está defendendo aqui a sociedade. A nossa, aqui, no Brasil, e cada colega nosso, jornalista, em cada país desse planeta”, acrescentou.

Por fim, pediu que o telespectador não se desligasse. “Agora, vou pedir a você que preste muita atenção às informações que o Alan Severiano está trazendo. Porque elas foram colhidas por um consórcio de veículos de imprensa. Empresas independentes da imprensa se juntaram para oferecer para você, em diversos meios e diversos veículos, números e informações confiáveis, como essas, que o Alan vai trazer agora”, concluiu, dando a deixa para o colega trazer os dados recentes da pandemia.

Os termos “Jornal Nacional” e “Bonner” rapidamente alcançaram o topo dos Trending Topics do Twitter após a veiculação do desabafo. A maioria dos comentários são de apoio ao apresentador. “Te amo William Bonner”, disse @luismattosof. “Janeiro de 2021 e o Bonner precisando comer o c* de político que espalha fake news em WhatsApp”, disse @Dudu.

 

Jornal Nacional tem tom crítico desde o início da cobertura da pandemia

Desde que começou a pandemia no Brasil, em março de 2020, o Jornal Nacional tem se destacado por apresentar um posicionamento mais duro com a questão da pandemia. Por vezes, ao final do telejornal, o tradicional boa noite com trilha sonora é trocado pela exibição do total do número de mortes causadas pela Covid-19 no país, projetado no telão da redação, em silêncio.

Nesses dez meses de pandemia, houveram momentos de críticas indiretas às posturas de figuras públicas, como o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, além da leitura de um editorial em agosto de 2020, quando o Brasil alcançou a marca de 100 mil óbitos.

Mais Notícias