Prestígio?

Bolsonaro elogia Coppolla, Lacombe, Narloch e Constantino: "Opinião própria e independência"

Jornalistas e comentaristas com histórico de polêmicas foram exaltados pelo presidente

 Bolsonaro elogia Coppolla, Lacombe, Narloch e Constantino: "Opinião própria e independência"
Jair Bolsonaro afirmou que os quatro jornalistas são "considerados nocivos dentro de grande parte da mídia" - Foto: Reprodução/Instagram

Walter Felix

Publicado em 12/07/2020 às 17:01:00,

O presidente Jair Bolsonaro publicou elogios a quatro jornalistas. Pelo Twitter, o líder político afirmou que Luís Ernesto Lacombe, Leandro Narloch, Caio Coppolla e Rodrigo Constantino têm em comum "opinião própria e independência". Os quatro já foram duramente criticados e se envolveram em alguma polêmica por perfis que se coadunam ao do chefe do Executivo.

continua depois da publicidade

 "Luís (Ernesto) Lacombe, Leandro Narloch, Caio Coppolla e Rodrigo Constantino possuem algo em comum, que é opinião própria e independência. Isso já é suficiente para serem considerados nocivos dentro de grande parte da mídia, hoje completamente dominada pelo pensamento de esquerda radical", escreveu Bolsonaro.

Na sequência, ele acrescentou: "Não tenho relação com nenhum desses. Inclusive, por diversas vezes, sou alvo de suas críticas. Mas no Brasil formou-se um cenário onde não ser radicalmente crítico a um governo conservador/liberal já é motivo para ilações e perseguições. A esquerda não respeita a democracia".

continua depois da publicidade

Jornalistas elogiados por Bolsonaro têm históricos controversos

Ex-apresentador do Aqui na Band, Luís Ernesto Lacombe deixou a emissora em junho. À época, a Band informou que o programa passava por reformulações e o jornalista "decidiu seguir novos caminhos". Lacombe vinha causando divergências nos bastidores da atração, com uma visão mais conservadora e, por vezes, favorável a Jair Bolsonaro.

Caio Coppolla integra o elenco da CNN Brasil. Egresso da rádio Jovem Pan, ele está frequentemente envolvido em alguma polêmica. Em maio, em debate sobre a divulgação de vídeo da reunião ministerial pelo STF (Supremo Tribunal Federal), Coppolla chegou a levar uma bronca de Monalisa Perrone, ao vivo. Na semana passada, recebeu indireta do advogado Augusto de Arruda Botelho.

continua depois da publicidade

Seu ex-colega na CNN Brasil, Leandro Narloch, foi demitido na última sexta (10), após uma afirmação equivocada com que relacionou a maior incidência de AIDS em homossexuais que possuem comportamento "promíscuo". Por conta do comentário, o jornalista foi acusado de homofobia nas redes sociais.

Colunista da Gazeta do Povo, Rodrigo Constantino foi o único a responder o elogio de Bolsonaro: "Obrigado, presidente. Sigo na luta por um país melhor, fazendo críticas construtivas aos governantes quando julgar adequado, e reconhecendo os acertos também", escreveu, em resposta, no Twitter.

continua depois da publicidade