Luto

Fã registra o que pode ter sido última foto de Gugu antes do acidente

Apresentador caiu de uma altura de quatro metros na última quarta-feira (20) e teve morte cerebral confirmada

Fã registra o que pode ter sido última foto de Gugu antes do acidente
Gugu morreu aos 60 anos - Divulgação/SBT

Publicado em 23/11/2019 às 14:30:48 ,
atualizado em 23/11/2019 às 15:24:44

Por: Fabrício Falcheti

Um rapaz publicou em suas redes sociais o que pode ter sido a última foto de Gugu Liberato em público, antes de sofrer uma queda de uma altura de quatro metros na última quarta-feira (20), e ter sua morte cerebral confirmada na sexta (22).

Após passar uma temporada pela Ásia, viajando por países como a Singapura, Gugu voltou ao Brasil e foi flagrado na sala vip de uma companhia aérea no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Luan Jofre avistou o apresentador de boné caminhando com uma mala e logo publicou no Twitter: "Nesse momento estou tomando meu café na mesa do lado de Gugu Liberato, que honra inenarrável".

Gugu embarcava para Orlando, onde vivem seus filhos João Augusto, Sofia e Maria, e a companheira, Rose Miriam. Após chegar, o comunicador subiu no sótão para tentar fazer um reparo no ar-condicionado, quando o piso cedeu e ele caiu de uma altura de quatro metros, batendo com a cabeça.

Imediatamente, Gugu Liberato foi levado ao Orlando Health Medical Center, onde permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva, acompanhado pela equipe médica local.

Nota oficial emitida pela assessoria do artista relatou que ele foi admitido no hospital com a escala Glasgow de 3 e os exames iniciais mostraram que houve sangramento intracraniano.

No período de observação foi constatada a ausência de atividade cerebral. A morta encefálica foi confirmada pelo Doutor Guilherme Lepski, neurocirurgião brasileiro que foi chamado pela família para acompanhar o caso. Assim que viu algumas imagens dos exames, confirmou que o quadro clínico era irreversível e deu a notícia à família de Gugu.

Nova nota divulgada neste sábado (23) afirmou que o corpo de Gugu ainda não tem data para chegar ao Brasil, devido ao processo de doação de órgãos, que o apresentador havia manifestado em vida e autorizado pela família, e outras burocracias.

Além disso, informou que o velório ainda a ser marcado será aberto ao público e acontecerá na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. O sepultamento será no jazigo da família no Cemitério Gethsêmani, no bairro do Morumbi, na capital paulista.

Carreira

Gugu Liberato começou na televisão em 1981, apresentando a Sessão Premiada no SBT, após atender chamado de Silvio Santos enquanto cursava Odontologia na Universidade de Marília (Unimar), no interior de São Paulo.

Desistindo da faculdade, no ano seguinte se tornou apresentador do Viva a Noite e continuou dirigindo o Domingo no Parque e como editor do boletim Semana do Presidente. Fenômeno nas noites de sábado, o apresentador assinou contrato com a Globo em 1987, mas Silvio Santos interveio, falou pessoalmente com Roberto Marinho e conseguiu anular o contrato, levando-o de volta ao SBT, como seu pupilo e futuro sucessor.

Ele ganhou mais espaço na emissora do homem do baú e comandou Passa ou Repassa, Cidade Contra Cidade e Roletrando – dividindo a atração com Silvio Santos –, TV Animal, Adivinhe se Puder, Corrida Maluca, Big Domingo, Super Paradão, entre tantos outros.

Mas seus maiores sucessos acabaram sendo o Sabadão Sertanejo (1991-1996) e o Domingo Legal. Com prestígio e liderando a audiência nas noites de sábado e domingo – rivalizou ponto a ponto com o Domingão do Faustão –, o apresentador acabou se envolvendo num escândalo de fake news.

Em 2003, o apresentador exibiu uma falsa entrevista com integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital), que na verdade posteriormente se descobriu que eles eram atores contratados pela produção - sem o aval de Gugu. O apresentador teve que pedir desculpas públicas e saiu manchado, vendo a audiência do Domingo Legal cair.

Gugu na Record

Em 2009, Gugu recebeu uma proposta de R$ 3 milhões da Record e anunciou sua saída do SBT, abalando a televisão brasileiro. O comunicador estreou em agosto o Programa do Gugu no horário nobre dos domingos.

Com quadros de assistencialismo, iniciou a trajetória na sua nova emissora na vice-liderança e chegou a bater a Globo em algumas momentos, só que logo a atração entrou em crise. Sem se aproximar da primeira colocação e ainda perdendo para Silvio Santos, Gugu foi transferido para o final das tardes e começo da noite, enfrentando o Domingão do Faustão novamente, só que a mudança não surtiu muito efeito.

Em 2013, ele anunciou a rescisão do seu contrato com a Record e tirou um período sabático da televisão, retornando em 2015 com um programa exibido três vezes na semana no horário nobre, o que durou apenas um ano. Em 2016, virou semanal, às quartas.

Em 2018, Gugu aceitou proposta da Record e mudou de ares, assumindo o comando de um formato comprado, o Power Couple Brasil, substituindo Roberto Justus. No segundo semestre do mesmo ano, estreou outra atração inédita, o Canta Comigo. Atualmente, o reality musical estava na semifinal da sua segunda temporada.

Além de apresentador, Gugu também foi empresário e se arriscou no universo musical, lançando 13 discos.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!