Reportar erro
Polêmicas

De ator cancelado a bronca por grana: Falcão e o Soldado Invernal longe das câmeras do Disney+

Produção é um dos sucessos do Disney+ em 2021

Divulgação da série Falcão e Soldado Invernal
Falcão e Soldado Invernal é um dos sucessos do Disney+ - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 23/04/2021 às 04:38:00,
atualizado em 23/04/2021 às 09:21:38

O sexto e último episódio da primeira temporada da série Falcão e o Soldado Invernal vai ao ar nesta sexta-feira (23) no Disney + . O enredo tem em seu elenco Sebastian Stan, Anthony Mackie, Wyatt Russell, Erin Kellyman, Emily VanCamp e Danny Ramirez e chegou com grande expectativa no streaming por dar prosseguimento ao final do filme Avengers: Endgame (2019), quando Sam Wilson recebe o manto do Capitão América. Com produção executiva de Kevin Feige, presidente da Marvel, a trama teve um orçamento de, aproximadamente, US$ 150 milhões, valores altos para um show de TV, segundo a revista Variety.

A história relata a trajetória de Sam Wilson/Falcão (Anthony Mackie), que luta para assumir o posto do herói. Ele se junta a Bucky Barnes/Soldado Invernal (Sebastian Stan), embarcando em uma aventura mundial que vai colocar à prova as habilidades dos dois. Claro que os dois têm muitas discussões, mas estão juntos numa jornada de amizade e entender como eles se desentenderam no passado. A produção é cheia de muita ação e batalha.

Além dos fãs ficarem curiosos com o acontecimento final da primeira temporada da série, há também o interesse pela vida das estrelas da atração. Ao longo dos últimos anos, os atores se envolveram em polêmicas e tiveram posicionamentos firmes sobre diversos assuntos.

Confira:

Anthony Mackie e seu desabafo

O protagonista da série gerou polêmica ao criticar a falta de igualdade de oportunidades entre brancos e negros em Hollywood. Inclusive, ele criticou a Marvel, empresa no qual o contratou para protagonizar Falcão e o Soldado Invernal.

“Se você só pode contratar pessoas negras para o filme negro, você está dizendo que elas não são boas o suficiente quando você tem um elenco predominantemente branco?”, disse em entrevista à revista Variety neste ano.

“Tivemos um produtor preto; o nome dele era Nate Moore, ele produziu ‘Pantera Negra’, mas quando você faz ‘Pantera Negra’, você tem um diretor, um produtor, um figurinista e um coreógrafo de dublês pretos”, seguiu ele. “Realmente me incomodou o fato de eu ter feito sete filmes da Marvel, onde todo produtor, diretor, dublê, figurinista, assistente social, toda pessoa era branca”, concluiu.

Emily Vancamp e Josh Bowman

Emily Vancamp, que atualmente faz parte do elenco Falcão e o Soldado Invernal como Sharon Carter, foi protagonista de Revenge (2011-2015) e iniciou um relacionamento com o ator Josh Bowman durante as gravações da série de vingança. Eles se casaram em 2018, nas Bahamas, em uma cerimônia para amigos e familiares.

“Obrigada a todos os nossos amigos e familiares que fizeram de tudo para celebrar conosco! Nós somos eternamente gratos. E para @lantarose e sua equipe incrível que criaram o meu vestido dos sonhos... Um milhão de vezes obrigada!", escreveu a atriz em seu perfil do Instagram.

Em Revenge, Emily fez par romântico com Josh, que interpretou Daniel Grayson, filho dos arqui-inimigos da personagem de Vancamp: Victoria Grayson (Madeleine Stowe) e Conrad Grayson (Henry Czerny).

Daniel Brühl

O interprete de Helmut Zemo pe um dos atores mais conhecidos do cinema internacional. Com 40 anos, já participou de cerca de 50 longas-metragens e se tornou famoso para o mundo em 2003, com a produção Adeus, Lênin. Também participou de Bastardos Inglórios, Ultimato Bourne e Rush.

O ator é fluente em alemão, inglês, francês, espanhol e catalão. “Eu consigo expressar certas coisas melhor em um idioma do que em outro”, relatou em entrevista para a GloboNews em 2015.

Capitão América odiado?

Wyatt Russell foi escolhido para interpretar o personagem Capitão América, que fez muito sucesso no cinema nas mãos de Chris Evans. “As pessoas provavelmente vão odiar e algumas vão adorar”, brincou Russell ao USA Today.

“Filmes e séries existem para fazer as pessoas sentirem emoções, e espero que seja isso que esse seriado possa fazer pelas pessoas. Espero que eles não me odeiem muito. Mas seria uma honra, eu acho, ser desprezado no Universo Marvel”, acrescentou o novo interprete do personagem.

Sebastian Stan cancelado

Sebastian Stan é o Soldado Invernal, mas não caiu totalmente nas graças do público. Isto porque ele tem um histórico de polêmicas. Ele já foi acusado de racismo e viu a hashtag # sebastianisoverparty bombar nas redes sociais dos Estados Unidos em 2018.

As críticas sugiram depois que uma foto viralizou nas redes sociais, no qual a namorada dele, Alejandra Onieva, apareceu vestida como uma gueixa em uma festa a fantasia com tema asiático. Ao invés de pedirem desculpas, os dois começaram a bloquear os críticos.

Polêmica na pandemia

Sebastian também foi muito criticado no começo da pandemia da Covid-19. Ele deu uma entrevista dizendo que não se via viajando no meio do isolamento social, porque estava preocupado com o avanço da doença em todo planeta.

Mas ele acabou viajando nas férias para a Espanha, não cumprindo com aquilo que falou, e acabou sendo duramente criticado. O artista não se manifestou e novamente foi relembrada as acusações de racismo que o ator sofreu.

Criador critica série

O co-criador de Soldado Invernal não gostou nem um pouco da série Falcão e o Soldado Invernal no Disney+. Ele relatou que estava com sentimentos “divididos”, porque não se sentiu valorizado financeiramente.

“Falcão e o Soldado Invernal chegou, série que infelizmente tenho sentimentos divididos. Estou feliz por Sebastian Stan, que é um ótimo Bucky Barnes/Soldado Invernal, e estou orgulhoso em vê-lo novamente. Também, Anthony Mackie é um ótimo Falcão e todos que conheci na Marvel (todos até Kevin Feige) foram gentis comigo… mas na maior parte do tempo, tudo que Steve Epting e eu ganhamos por ter criado o Soldado Invernal e a história é um ‘obrigado’ aqui e ali, e ao passar dos anos fica mais difícil”, contou em seu blog.

“Então, sim, sentimento dividido. E talvez eu sempre tenha. O acordo é o que é e honestamente estou empolgado por criar algo que virou um sucesso na cultura popular – ou até uma subcultura popular com todas histórias de fãs sobre Bucky – e o arco com o Capitão América foi o mais feliz da minha vida, certamente enquanto fiz heróis. E também, tenho uma boa vida como escritor e muito disso é pelo Capitão América e o Soldado Invernal. Mas, não posso negar que meu estômago dói quando pedem que eu comente a série”, completou.

Confira o trailer de Falcão e o Soldado Invernal:

Mais Notícias