Pombinhos

Pantanal: Casamento de Jove e Juma tem briga, morte e som sobrenatural

Saiba como foi a cerimônia na primeira versão da novela


Alanis Guillen e Jesuíta Barbosa como Juma e Jove na novela Pantanal, em exibição na Globo
Juma e Jove superam diferenças e se casam nos próximos capítulos de Pantanal - Foto: Divulgação/João Miguel Júnior

Em Pantanal, o casamento de Jove (Jesuíta Barbosa) e Juma (Alanis Guillen) promete muita emoção. Isso se a novela da Globo seguir à risca o texto da primeira versão, exibida na Manchete em 1990. Na trama original, a cerimônia teve direito até a uma briga violenta do noivo com Alcides (Juliano Cazarré), que termina com morte - ou quase.

Na primeira versão de Pantanal, Jove e Juma se casam em uma cerimônia que encanta os convidados. Só que, durante a celebração, Alcides surge para acabar com a festa. Maria Bruaca (Isabel Teixeira) e Tenório (Murilo Benício) percebem que o funcionário está bebendo demais, e ele acaba arranjando confusão com o noivo.

Ao pedir que Jove conceda Juma para uma dança durante a comemoração, Alcides chama o caçula de José Leôncio (Marcos Palmeira) de “frozô”. O fazendeiro e Tibério (Guito) tentam expulsar o penetra, mas o filho de Madeleine (Karine Teles) pede que os dois não se intrometam e garante ser capaz de resolver a situação sozinho.

Quando Tenório também se aproxima de Alcides, este puxa uma faca e ameaça o patrão. Juma fica furiosa: “Pega ele, Joventino! Pega ele senão eu pego”. Já o encrenqueiro chama o desafeto para a briga, que tenta evitar, mas mostra não ter sangue de barata. O jagunço ainda provoca: “Vem, frozô. Já te pus para correr uma vez”.

Em Pantanal, Tenório avalia Alcides após golpe de Jove: “Ele está morto”

Pantanal: Casamento de Jove e Juma tem briga, morte e som sobrenatural

A situação vai desesperar Filó (Dira Paes), que implora pela intervenção de alguém. “Não! Deixa comigo!”, grita Jove, disposto a sair no braço com Alcides. Presente na festa, Mariana (Selma Egrei) também fica em cólicas ao ver o neto ameaçado pelo peão, que não solta a faca, disposto a furar o rival como Levi (Leandro Lima) fez com Tibério.

Alcides risca a faca no chão, chamando Jove para a briga. “Cuidado com ele, mano”, adverte Tadeu (José Loreto). “Vai ter morte”, prevê Zefa (Paula Barbosa). Só que o playboy é mais esperto e, com golpes de karatê, não apenas desarma o inimigo como o derruba no chão violentamente. O peão cai desmaiado, para a preocupação dos presentes.

José Leôncio não se contém de orgulho do filho. “Eu não acredito no que eu tô vendo”, comemora o pantaneiro. Já Tenório corre para ver como Alcides está e faz uma constatação que desespera Jove: “Ele está morto”. O rapaz fica inconsolável, acreditando que cometeu um assassinato em plena festa de seu casamento com Juma.

Felizmente, tudo não passa de um engano. Alcides é levado para ser avaliado por um médico, que percebe os sinais vitais no bebum. A notícia logo chega até a fazenda de José Leôncio, onde Jove respira aliviado por não ter que levar o fardo de um assassinato para sempre nas costas.

Velho do Rio faz surpresa emocionante no casamento de Jove e Juma

imagem-texto

Cenas antes, o momento mais emocionante do casamento vai interromper o sermão do padre que celebra a união entre Jove e Juma. Perto da fazenda de José Leôncio, onde o casório acontece, o Velho do Rio (Osmar Prado) toca seu berrante, que ecoa por toda a região e surpreende os convidados. Ninguém entende de onde vem o som.

Todos se olham assustados diante do canto do berrante do Velho do Rio. “Que isso?”, reage inicialmente José Leôncio, que troca um olhar cúmplice com Filó, de pé no altar. “Parece meu pai”, conclui ele, enquanto Jove e Juma se emocionam, cientes de que quem está tocando o instrumento é o encantado que protege a família.

Em Pantanal, o Velho do Rio aparece para vários personagens, mas nunca para José Leôncio. No fim da novela, os dois finalmente se encontram. O tão esperado momento ocorre após a morte do fazendeiro, que tem um ataque do coração durante sua lua de mel com Filó. No reencontro, o encantado explica ao filho por que nunca apareceu para ele durante todos esses anos.

“Por que, pai? Por que o senhor nunca apareceu para mim? Eu, que sempre procurei pelo senhor... Eu que sempre tive no seu rastro”, pergunta José Leôncio. “Porque você nunca acreditou”, explica Velho do Rio, indicando que a fé era o necessário para que o encontro sobrenatural acontecesse. “Eu nunca acreditei”, reconhece o protagonista, no último capítulo.

Todos esses acontecimentos se darão em Pantanal caso o remake da Globo tenha o mesmo desenrolar da trama original. A novela assinada por Bruno Luperi é uma adaptação do texto de seu avô, Benedito Ruy Barbosa, que fez sucesso na Manchete em 1990. Até o momento, a história tem sido fiel à primeira versão.

O NaTelinha divulga todos os dias os resumos dos capítulos, detalhes dos personagens, entrevistas exclusivas com o elenco e spoiler da novela Pantanal. Confira!

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias