Reportar erro
Infeliz

Redenção, reviravolta e solidão: O fim de Eva em A Vida da Gente

Castigo espera pela megera no desfecho da novela, em reprise na Globo

Ana Beatriz Nogueira em cena da novela A Vida da Gente, em reprise na Globo
No fim de A Vida da Gente, filhas decidem diminuir a importância de Eva em suas vidas - Foto: Reprodução/Globo
Walter Felix

Publicado em 02/05/2021 às 09:25:00

Em A Vida da Gente, Eva (Ana Beatriz Nogueira) vai infernizar a vida das filhas e de toda a família com sua necessidade de controlar os passos da caçula, Ana (Fernanda Vasconcellos), e maltratar a mais velha, Manuela (Marjorie Estiano). O castigo virá ao fim da história, em reprise na Globo: sem conseguir domar seu gênio difícil, a megera até ensaia uma redenção, mas não consegue manter a farsa e termina só, rejeitada por todos.

Nos últimos capítulos de A Vida da Gente, Ana e Manuela dão fim à guerra travada entre elas ao descobrirem uma doença de Júlia (Jesuela Moro). Só a tia, que a criou como se fosse mãe desde os primeiros anos de vida, será compatível com a menina para fazer um transplante. Na hora da cirurgia, surge um problema, e Eva, única com o mesmo tipo sanguíneo das duas, é chamada para fazer uma doação.

A vilã finalmente tem a chance de se redimir com um gesto de solidariedade. Só que a ex-mulher de Jonas (Paulo Betti) não estará disposta a viver em harmonia com a família. Mesmo após doar sangue para salvar a filha e a neta, a megera aparece no hospital ao saber que Manuela terá alta, aparentemente preocupada com a moça, mas logo mostra a real intenção da visita.

“Lembrei que você adorava sopa de abóbora. Trouxe aqui essa sopinha, que você quando era pequena gostava tanto… Pensei: pode ser que ela ainda goste”, inicia Eva, com um ar angelical que surpreende a todos. Manuela chega a ficar tocada com a postura da mãe, enquanto Ana e Iná (Nicette Bruno) se entreolham desconfiadas.

No fim de A Vida da Gente, Eva faz gesto de carinho com Manuela, mas logo provoca a filha

Quando Manuela agradece a lembrança, acaba ouvindo da mãe: “Não agradeça a mim, não. Agradeça à sua irmã. Foi ela quem pediu que eu viesse até aqui. Você sabe, Manuela: um pedido da Ana é impossível de recusar”. A fala é imediatamente repreendida pela ex-tenista, que pede que a mãe vá embora se foi até lá só por causa do seu pedido. “Se eu não quisesse estar aqui, eu não estaria”, rebate Eva.

Após deixar mais uma vez clara a sua predileção pela caçula, Eva entrega a sopa para Manuela, deseja a ela um rápido restabelecimento, mas sai do local com a desculpa de ter um compromisso. A malvada deixa um clima amargo no ar, como é de seu costume. “Até quando ela tentar ser gentil, ela tem que dar uma estocada”, comenta a filha enjeitada.

“Talvez esse seja o aprendizado mais difícil: entender que a sua mãe vai ser sempre assim. Não vai haver melhora. Isso foi o melhor que ela pôde fazer, apesar de parecer deplorável”, diz Iná. A veterana reflete, ainda, que sua filha é castigada diariamente por suas maldades: “Imagina ser a Eva 24 horas por dia? Imagina estar na pele dela? Gente feito ela é punida diariamente, porque está sempre em guerra, se defendendo ou atacando. Nunca tem sossego, nunca está em paz”.

Na cena, exibida no último capítulo de A Vida da Gente, Iná propõe que às netas que elas resistam aos ataques constantes, diminuindo a importância da mãe em suas vidas. A única saída para que possam ser felizes é se afastar da presença nefasta da vilã, sem esperar que ela mude. Assim, Eva chega ao fim da história completamente só, sem o carinho de ninguém da família.


Fique por dentro dos próximos capítulos de A Vida da Gente e outras produções acessando o canal de Novelas do NaTelinha.

Quer saber mais? Confira o resumo semanal da novela A Vida da Gente de 03/05/2021 a 08/05/2021.



Mais Notícias