Reportar erro
Exclusivo

Paulo Betti analisa volta de Império: "É difícil prever se vai o público vai gostar"

Ator fez sucesso em 2014 como o jornalista Téo Pereira

Paulo Betti em cena de Império
Paulo Betti deu o que falar como o jornalista Téo Pereira em Império - Foto: Divulgação/TV Globo
Ana Cora Lima

Publicado em 12/04/2021 às 04:45:02

A novela Império está de volta e Paulo Betti, que interpretou o jornalista Téo Pereira na trama de Aguinaldo Silva, considera acertada a escolha da Globo pela produção vencedora da categoria Melhor Novela do 43º Emmy Internacional, em 2015, para reprisar depois de Amor de Mãe.

“Creio que e foi uma boa ideia, sim, pois a novela fez grande sucesso popular quando foi ao ar pela primeira vez. É difícil prever se vai o público vai gostar novamente porque são sete anos de intervalo e as coisas mudam velozmente. As pessoas que estão vendo as chamadas comentam com entusiasmo. Eu acho que vai ser legal", disse em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

Betti assume gostar de Téo Pereira: “Ele é um criador de fake news, um mau exemplo, um pseudo jornalista. Eu adoro o personagem porque fazia as pessoas darem risadas e rir é o melhor remédio. Meu personagem ficava em um lugarzinho meio separado, ele quase não saía do apartamento. Era tudo muito grandioso, tinham aqueles sobrevoos, aquela coisa enorme e herdei o personagem do Wilker (José Wilker morreu de infarto em abril de 2014), era ele que ia fazer, mas ele morreu naquele momento. Eu tinha feito tantas coisas com o Wilker e pensei: 'como ele me dá essa personagem assim, desse jeito, dessa forma tão trágica'. Depois, pensei que tinha feito muita coisa com ele, pensei que era uma troca mesmo, que estava tudo quites porque o personagem era um presente, uma relíquia”.

Ele, que foi um dos atores escolhidos para participar da entrevista coletiva da emissora na última terça-feira (6), quando também lembrou que os garis corriam atrás dele gritando “curuzes” durante a exibição da trama. “Eu achava que estava abafando, mas eles estavam tirando sarro da minha cara, me zoando. Eles estavam dizendo ‘aí, boiola’ e eu achando que estava com tudo. Até hoje, eu ouço nas ruas os bordões dos personagens”, gargalha o ator, que tomou um zero na atuação em um veículo.

Paulo Betti dedica-se às lives em casa

“Quando você toma um zero e sai à rua, parece que o zero está sempre em cima da sua cabeça, as pessoas comentam. Tinha reunião na casa do Fagundes e eu nem fui, com vergonha do zero. Parece que você vai levantar voo e dão um tiro em uma de suas asas (risos). Tomei um zero de cara e aí, aceitei fazer todas as entrevistas que todos os blogs quiseram fazer, porque eu queria me defender do zero”, diverte-se.

Há um ano em casa, Paulo Betti comemora ter saúde para poder assistir alguns dos seus trabalhos como Império e A Vida da Gente e ressalta que tem se esforçado para manter uma certa sanidade.

“Tenho a consciência de que sou um privilegiado. Nós todos sabemos de todas as dificuldades que as pessoas estão passando nessa pandemia. Eu tenho uma casa, tenho comida... porque a barra está pesada. E eu fiquei com um desejo mais intenso e cada vez melhor de militar. Me sinto em um campo de batalha, onde vem tiro de todo lado, e faço lives. Eu peguei a minha peça, que é autobiográfica, e joguei dentro das lives e fico fazendo. Toda hora tenho live. As pessoas entram no meu Instagram, me convidam e eu faço. Então, tenho uma agenda super bem detalhada, de todas as lives, e fico animadíssimo: conto histórias, me divirto, meto o pau no governo”.



Mais Notícias