Lista NT

"A Dona do Pedaço": 5 reviravoltas e tretas que vão agitar a trama

Morte encomendada, aborto e roubo agitam os próximos capítulos da novela

Fotomontagem/ Divulgação

Taty Bruzzi
i

Taty Bruzzi

Jornalista com especialização em Jornalismo Cultural, Tatiana Bruzzi atua na área há 19 anos, com ampla experiência na produção, criação, edição e revisão de texto. Nos últimos anos tem focado nas editorias de Mulher, Famosos e Cinema.

Publicado em 04/06/2019 às 06:00:00 Atualizado em 04/06/2019 às 09:15:11

Menos de um mês no ar, “A Dona do Pedaço” já conquistou o telespectador com uma trama ágil e cheia de intrigas. Nos próximos capítulos da novela das 21 horas, Walcyr Carrasco promete tirar ainda mais o fôlego do público de casa.

Morte encomendada, aborto e roubo são apenas algumas das emoções que ainda vem por aí. Destacamos cinco reviravoltas que deve agitar ainda mais a trama do horário nobre da TV Globo.

Confira!

Fabiana descobre segredo de Agno e o chantageia

Depois que viu a entrevista de Virgínia (Paolla Oliveira) no programa da Fátima Bernardes, Fabiana (Nathalia Dill) a reconhece como sua irmã e decide largar o convento para se juntar a moça. Na verdade, a órfã não tem o coração tão bom assim quanto aparentava. Invejosa, ela não medirá esforços para conseguir roubar a vida da Digital Influncer. Assim, a jovem irá conquistar a confiança da famosa até conseguir se tornar assistente pessoal dela. Sem entender sua simpatia pela nova amiga, Vivi irá dar uma repaginada em Fabiana e levá-la para morar em sua casa. Sua primeira maldade será dar em cima de Camilo (Lee Taylor), namorado da blogueira, para tentar minar a relação dos dois. Depois, visando um trabalho na construtora de Otávio (José de Abreu), Fabiana vai se aproximar de Agno (Malvino Salvador), sócio do pai adotivo da Vivi, e começa a investigar a vida do empresário. Ela até tenta se insinuar para o cunhado do Régis (Raynaldo Gianecchini) na esperança de se tornar sua amante, mas ele não dá a mínima bola para a jovem. Na verdade, Agno tem vida dupla, frequenta boates gays e mantém casos com rapazes. Até que conhece Rock (Caio Castro) e se interessa por ele. Sabendo disso, Fabiana de aproxima do lutador de boxe e o convence a ajudá-la a acabar com Vivi em troca de dinheiro. Como o filho de Eusébio (Marco Nanini) está mordido com a famosa desde que ela o humilhou na academia, vai concordar em ajudar a vilãzinha.

Rael atende pedido da avó e vai atrás da boleira

Nilda (Jussara Freire) nunca se conformou com a morte do marido e dos filhos pelas mãos de Dona Dulce (Fernanda Montenegro), avó da Maria da Paz (Juliana Paes). A matriarca dos Matheus esperou 20 anos para colocar seu plano em prática e, agora, ir contar com a ajuda do neto, Rael (Rafael Queiroz). Quando criança, o menino foi testemunha do incêndio que acabou com a casa da sua família. Decidido a se tornar um justiceiro, ele vai à São Paulo cumprir a promessa de matar a empresária. Para isso, ele pretende se infiltrar na rede de confeitarias da boleira como novo funcionário. Chegando na cidade, ele se aproxima de Jennifer (Luciana Fernandes) e conta uma história triste. A vendedora se sensibiliza e intercede por ele junto à Paz. Entrevistado por Márcio (Anderson Di Rizzi), o sobrinho de Amadeu (Marcos Palmeira) consegue o emprego e passa a vigiar os passos da sua desafeta a fim de conseguir uma brecha para concluir a promessa que fez para sua avó.

Régis salva Maria da Paz e os dois engatam um namoro

Nos próximos capítulos de “A Dona do Pedaço”, Maria da Paz vai ficar na mira de um revólver. Tudo acontece depois que bandidos anunciam um assalto em uma das confeitarias da boleira. “Todo mundo parado. Ninguém se mexe!”, fala um dos bandidos. “Passa o celular. A grana. Vai, vai, tia”, ordena o outro. Desesperada, Maria da Paz tenta orientar seus funcionários. “Dá tudo pra eles, Jenifer, não põe resistência”, pede a boleira. “Fiquem calmos, faz favor. Calmos”, diz Régis que, a essa altura já está tentando seduzir a ricaça. Neste momento, Rael aproveitará o momento no qual um dos bandidos aponta sua arma para uma cliente e fará o mesmo na direção da sua patroa. Para sua surpresa, Régis intercede e salva a mãe de Josiane (Agatha Moreia) jogando-a no chão. O sobrinho de Amadeu esconde a arma sem que ninguém perceba que foi ele quem deu o disparo. Agradecida, Maria da Paz vê a ação do playboy com outros olhos e decide dar uma chance às investidas do pilantra se imaginar que tudo não passa de um golpe planejado por sua filha.

Maria da Paz é roubada por Régis e Rock leva a culpa

Dando continuidade ao seu plano, Régis começa a se relacionar com Maria da Paz. Sem dinheiro e cheio de dívidas, ele aproveita o trânsito livre na casa da boleira e rouba a estatueta que ela arrematou em um leilão. Quem planeja o roubo é Josiane depois que o namorado contar que precisa de dinheiro para quitar uma dívida de jogo antes que seja morto. Já que não tem como pedir dinheiro à mãe, a patricinha se recorda que a empresária pagou R$ 50 mil por aquela peça brega no leilão e venda para um antiquário. Então, ela sugere o roubo ao namorado. Para que ele não se torne suspeito, Jô chama Rock até sua casa a fim de jogar a culpa sobre o boxeador. A essa altura, sua mãe acredita que ela e o rapaz estão juntos. Por outro lado, Josiane estimula Rock a pedir patrocínio para a boleira. Tanto Rock quanto Régis estão com uma mochila. Então, Josiane se aproveita que o atleta foi ao banheiro e fala para a mãe oferecer uma bebida ao palyboy. Maria concorda em ir buscar um suco. Neste momento, a blogueira ordena que o amante guarde a peça na bolsa e sai em seguida com o boxeador. O plano vai dar certo. Quando percebe a falta da ela, a empresária descarta que tenha sido Régis porque ele é rico. Além disso, ela confia plenamente em seus empregados. Então, como Rock foi o único de fora da casa a estar por ali só pode ter sido ele. Apesar de considerar a família do rapaz como sendo sua, Maria irá acusá-lo na frente de todos e colocar um ponto final na amizade de 20 anos entre eles. Marlene (Suely Franco) será a única a desconfiar da filha da boleira.

Chiclete é contratado para matar Virgínia e se apaixona por ela

Otávio, pai adotivo de Virgínia, vai se envolver com Edilene (ChyntiaSenek) e a doméstica ficará grávida. O empresário pressiona a moça para fazer um aborto e ela acaba morrendo durante o procedimento. Revoltado, Cosme (Osvaldo Mil) decide se vingar matando a filha do patrão. Com família no Espírito Santo, o motorista volta ao estado em busca de um matador de aluguel. “Eu vim porque meu coração tá cheio de ódio. Vim fazer uma encomenda”, dirá a Adão (César Ferrario) e Mão Santa (Guilherme Leicam). Chiclete (Sergio Guizé) está por perto, escuta a proposta e se oferece para ir à São Paulo. “Ouvi que falou a palavra desgraçado”, estranha o justiceiro ao observar a foto de uma bela moça. “O homem foi culpado pela morte da minha filha Edilene. Eu quero que ele sofra como estou sofrendo. Não quero matar o pai... Quero matar a filha daquele desgraçado, sem piedade. Do jeito que ele matou a minha!”, relata o motorista. Depois do assassinato encomendado, Chiclete vai atrás da sua vítima e acaba se apaixonando pela sobrinha desaparecida da Maria da Paz. Quando criança, o menino vivia junto aos Ramirez.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!