Reportar erro
Elas são o terror

Dia das mães: 10 filmes com mães sinistras para assistir no dia dedicado a elas

Além de Fuja, confira outros thrillers com mães que dão medo

Kathleen Tuner com uma facão em punho
Kathleen Tuner vive uma mãe psicopata em Mamãe é de morte - Divulgação
Taty Bruzzi

Publicado em 09/05/2021 às 09:13:04

Hoje comemora-se o Dia das Mães e o que não falta quando o assunto é cinema são personagens que retratam essas mulheres maravilhosas, verdadeiras leoas quando o assunto é defender a cria. Sucesso da Netflix, o lançamento de Fuja (Run, 2021) coincidiu com o final de Amor de Mãe, se tornando impossível não comparar a protagonista do filme com a personagem de Adriana Esteves na novela da Globo.

Assim como Thelma, Diane Sherman (Sarah Paulson) é uma mãe super protetora que abriu mão da própria vida para se dedicar à filha, Chloe (Kiera Allen), uma menina aparentemente frágil, que nasceu prematura e carrega sérios problemas de saúde. Será?

A verdade por trás desta relação parental só virá agora, quando a moça estiver prestes a entrar para a faculdade e descobrir que está pagando um preço muito alto pelos anos de cuidados.

NaTelinha pegou carona na temática do thriller da plataforma de streaming e listou mais 10 títulos protagonizados por mães que são o verdadeiro terror. Bora lá conferir!

Psicose (Psycho, 1960)

Um dos filmes de maior sucesso de Alfred Hitchcock, Psicose conta a história de Marion Crane (Janet Leigh), uma jovem assistente de banco que rouba $40 mil dólares e vai ao encontro do namorado, em outra cidade.

Ela para em um hotel sinistro de beira de estrada administrado por Norma Bates (Anthony Perkins), um rapaz estranho que mora com a mãe em uma casa no alto estabelecimento. A partir de agora contém spoiler.

O longa contém a cena clássica da moça sendo morta a facadas no chuveiro supostamente pela mãe do rapaz com ciúmes do filho quando, na verdade, era ele que cometia o crime travestido de mulher, enquanto matia o esqueleto da mãe no quarto.

Carrie, A Estranha (Carrie, 1976)

O thriller é baseado na obra homônima de Stephen King e contou com mais de uma versão. No original estrelado por Sissy Spacek na década de 70, a jovem Carrie é uma adolescente reprimida pela mãe, vivida pela atriz Nancy Allen, uma religiosa fervorosa que só deixa a filha sair para ir ao colégio ou à igreja.

Além dos maus-tratos em casa, a jovem é vítima constantes de bullying na escola, sendo ridicularizada pelas meninas quando fica mestruada pela primeira vez e no baile. A jovem descobre ter poderes telecinéticos e vai usá-los para se vingar de todos que a maltrataram. Destaque para as mortes da mãe e dos colegas de escola.

Sexta-feira 13 (Friday The 13th, 1980)

Quando se fala em Sexta-Feira 13 logo nos lembramos do Jason Voorhees, serial killer, que esconde o rosto por trás de uma máscara de jogador de hóquei, que mata com requinte de crueldade um grupo de jovens em um acampamento de férias, localizado no lago Cristal.

Para quem não conhece toda a franquia, Jason só comete sua série de assassinatos em Sexta-Feira 13, parte 2 (1981). No filme original, os crimes são cometidos por Pamela Voorhess (Betsy Palmer), mãe do psicopata, para vingar a morte do filho.

A Mão que Balança o Berço (The Hand That Rocks the Cradle, 1991)

Dizem que a mão que balança o berço é a mão que domina o mundo. No filme, um famoso ginecologista molesta sexualmente Claire (Annabella Sciorra), que estava grávida do seu segundo filho. Depois que ela o denuncia, outras 4 vítimas fazem o mesmo e o especialista comete suicidando por causa do escândalo.

Viúva do médico, Peyton (Rebecca De Mornay) também estava grávida e perde o bebê por causa da tragédia. Então, ela vende a casa onde morava, muda de identidade e se candidata ao cargo de babá do filho recém-nascido da primeira paciente que fez a denúncia com a finalidade de se vingar roubando sua família.

Mamãe é de Morte (Serial Mom, 1994)

Nesta comédia de humor negro, Kathleen Tuner interpreta a dona de casa, Beverly Stuphin. Esposa exemplar e mãe coruja, capaz de qualquer coisa para manter o equilíbrio de sua família.

Quando vinga os filhos, Misty e Chip (Ricki Lake e Mathew Lillard), que foram desprezados por uma professora, assume uma identidade psicopata e passa a ameaçar os vizinhos.

Os Outros (The Others, 2001)

O longa se passa no final da Segunda Guerra Mundial. Grace (Nicole Kidman) mantém os filhos isolados em uma mansão, localizada na ilha Jersey, enquanto aguarda o retorno do marido dos campos de batalhas.

Como as crianças sofrem de uma rara doença que os impedem de receber diretamente a luz do solar, a casa vive na escuridão e existem regras a serem seguidas como, por exemplo, nunca abrir uma porta sem fechar a anterior. A chegada de novos empregados acaba fazendo com que eles quebrem estas regras e paguem as consequências.

Coraline e o Mundo Secreto (Coraline, 2009)

Coraline é uma menina de 11 anos que acaba de se mudar com os pais para uma casa, no Oregon. Ocupados, eles nunca têm tempo para a filha e ela também não tem amigos.

Tudo muda depois que a menina descobre uma passagem secreta em sua nova casa que a leva a uma versão alternativa da sua própria realidade, com pais atenciosos e que a faz sentir centro das atenções. Com o passar do tempo, ela se dá conta de que sua outra mãe planeja prendê-la para sempre nessa nova dimensão e substituir seus olhos por botões.

Mama (Mama, 2013)

No filme produzido por Guillermo Del Toro, Victoria (Megan Charpentier) e Lilly (Isabelle Nelisse) desaparecem sem deixar rastro. Por cinco anos, o tio delas, Lucas (Nikolaj Coster-Waldau), e a namorada, Annabel (Jessica Chastain), se empenham para descobrir o que aconteceu com elas.

As crianças são encontradas em uma cabana caindo aos pedaços e levadas para morar com o casal, mas nãp demora muito para a moça perceber uma presença demoníaca. Mama, como é chamada a entidade pelas meninas, fará de tudo para toma-las para si.

Boa noite, mamãe (Goodnight Mommy, 2014)

Gêmeos se mudam com a mãe, recém operada, para uma casa isolada, no campo. Como se submeteu a uma cirurgia plástica, quando ela tira a bandagem do rosto, eles não a reconhecem.

A mudança de comportamento, antes ela era uma mulher amável e carinhosa, os leva a crer que outra pessoa ocupou o lugar da verdadeira mãe. Então, eles decidem investigar para provar que se trata de uma impostora.

A Maldição da Chorona (The Curse of La Llorona, 2019)

O filme se passa em Los Angeles da década de 70, quando uma assistente social, viúva e com dois filhos, encontra semelhanças em um caso que está investigando e o da entidade sobrenatural La Llorona.

Segundo a lenda, quando viva ela afogou os filhos e se jogou no rio em seguida, enquanto chorava de dor. Agora, seu choro é letal e quem escuta durante a noite está condenado. É quando ela se arrasta nas sombras e ataca as crianças para colocar no lugar dos filhos.

Mais Notícias