Prestígio

Documentário de Bárbara Paz sobre Hector Babenco vai representar Brasil no Oscar 2021

Produção tentará uma vaga na maior premiação do cinema mundial

Documentário de Bárbara Paz sobre Hector Babenco vai representar Brasil no Oscar 2021
Bárbara Paz ao lado de Hector Babenco - Foto: Reprodução

Redação NT

Publicado em 18/11/2020 às 18:30:00

O documentário Babenco – Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou, de Bárbara Paz, foi escolhido pela Academia Brasileira de Cinema para ser o representante nacional no Oscar 2021. A produção disputará com filmes de outros países por uma vaga na principal premiação de cinema do mundo.

O documentário retrata a vida e a obra de Hector Babenco (1946-2016), considerado um dos maiores nomes do cinema brasileiro, sendo responsável por longas como Pixote (1981) e Carandiru (2003). A atriz Bárbara Paz, ex-esposa do diretor, teve a responsabilidade de produzir o enredo.

O filme aborda de maneira poética as memórias e todo o legado deixado pelo cineasta para a cultura brasileira e latino-americana. A produção já ganhou o Festival de Veneza 2019, levando o troféu de Melhor Documentário da mostra Venice Classics. “ector costuma dizer que filmar era viver mais um dia. O cinema o mantinha vivo. Hector obrigado por acreditar em mim. Te amo para sempre. Você me deu tudo”, disse Bárbara na ocasião.

continua depois da publicidade

A escolha de Babenco para ser o representante do Brasil no Oscar foi uma decisão tomada pelo comitê de profissionais da Academia Brasileira de Cinema. A bancada é formada por André Ristum (diretor e roteirista), Clélia Bessa (produtora), Leonardo Monteiro de Barros (produtor de cinema e TV), Lula Carvalho (diretor de fotografia), Renata Maria de Almeida Magalhães (produtora) e Toni Venturi (diretor), também com a presença da presidente Viviane Ferreira (diretora e roteirista).

Bárbara Paz e o Oscar 2021

Bárbara Paz poderá representar o Brasil no Oscar 2021. Seu documentário fazia parte de uma lista de 19 filmes brasileiros – Minha Mãe é uma Peça 3, Jovens Polacas e Marighella estavam concorrendo – e, caso seja indicado ao prêmio, poderá entrar na categoria de Melhor Filme Internacional.

continua depois da publicidade

Por causa da pandemia do novo coronavírus, a cerimônia de entrega do Oscar não acontecerá em fevereiro/março – como ocorre tradicionalmente. A premiação está marcada para ocorrer no dia 25 de abril do ano que vem.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!