Exclusivo

Babi Xavier estrela filme e diz que novo modelo de contrato de atores na TV "tira estabilidade"

A atriz se prepara para atuar no longa-metragem de Silvio Cerceau

Babi Xavier estrela filme e diz que novo modelo de contrato de atores na TV
Babi Xavier estará em filme de Silvio Cerceau - Foto: Reprodução

Publicado em 28/08/2020 às 06:07:12

Por: Naian Lucas com Sandro Nascimento

A atriz e a apresentadora Babi Xavier, 46, acertou sua participação no filme Vitrine Humana, escrito por Silvio Cerceau. No longa, ela será uma modelo que larga a profissão pelo casamento, mas será vitima de violência doméstica. Em entrevista ao NaTelinha, Babi conta está envolvida neste momento na pré-produção do filme e avalia que a tendência pelo modelo de contratos por obras na TV é "ruim para o ator, tira o seu planejamento e estabilidade".

O filme Vitrine Humana narra histórias do submundo dos garotos de programa que vivem em uma pensão, chamada de casarão, na Belo Horizonte dos anos 90, fragmentada entre os pontos de vistas dos protagonistas. Cada um viverá sua jornada particular de sonhos, medos, paixões, tragédias e transformações. A produção é baseada no primeiro livro de Cerceau, lançado em 2004.

“Vitrine Humana mostra os bastidores das ruas em que a gente se envolve e se identifica com os personagens e desejos de vida. Não tem truque, atalho, sorte. Temos escolher, amadurecimento, e precisamos do outro para nos constituir. É um retrato social importante e não muito abordado”, afirma Babi.

A pandemia do novo coronavírus tem obrigado a atriz e a equipe do filme a trabalharem de maneira remota durante a pré-produção. Mas Xavier explica que esse início tem sido proveitoso para todos os envolvidos na história. “Nesse primeiro momento, estou participando das leituras online com o elenco, autor, diretor e produtora. Bom para que todos se conheçam, se ouçam e para que sejamos um grupo coeso nesse trabalho”, relata.

A atriz não esconde sua admiração pela personagem, chamada Débora. No período em que se discute empoderamento feminino, o roteiro do filme também embarca na violência contra a mulher e foge do maniqueísmo que o público de telenovela, por exemplo, está acostumado.

“A Débora tem sua história marcada por uma ascensão social através do casamento. Tinha sua profissão de modelo e deixou tudo pelo relacionamento. Quando se vê em situação de violência doméstica, foge de casa e de sua vida para construir algo novo com as pessoas que conhecia no início de seu caminho, quando se mudou para BH, no lugar onde morou primeiro. Ela não faz tudo por dinheiro, tem seus defeitos e busca melhorar a vida das pessoas com quem convive. Se será feliz algum dia? Tomara!”, diz Babi.

Babi Xavier analisa novo momento da TV

Longe das novelas desde os Dez Mandamentos (2015), Babi Xavier afirma que os contratos fixos são positivos aos artistas por conta da estabilidade e planejamento, entretanto, ela analisa que vinculos por obras nas emissoras permitem maior liberdade aos atores e apresentadores em suas criações.  

“Essa mudança foi a solução empresarial e contábil encontrada pelos departamentos das emissoras. É uma mudança ruim para o ator, tira o seu planejamento e estabilidade, visto a exclusividade que tem de oferecer quando está trabalhando. Os contratos fixos, por outro lado, tiravam a liberdade para a busca de novos projetos num curto ou médio prazo e muito não se permitia compor, fazer junto, como teatro, rádio, cinema ou até mesmo escrever para  blogs pessoais. Contratualmente, tudo estava engessado. O ator é um grande corajoso e apaixonado pela sua profissão”, declara.

E acrescenta: "Com isso, lida com gente preparada do mundo corporativo o tempo todo, em todas as pontas: do agenciamento à contratação. Nas escolas de atuação, teremos que ter aulas específicas de gestão de carreira e contabilidade e direitos, senão, nunca saberemos ao certo como nos posicionar e trafegar no nosso mercado”.

Apesar de estar se preparando para trabalhar como atriz, Babi ganhou projeção nacional como apresentadora na MTV Brasil e SBT.  À reportagem, ela relembra antigos trabalhos e diz que sente saudades do Programa Livre e do MTV Erótica. 

“Adoraria ser contratada para ser parte da mudança da comunicação social e de entretenimento de qualidade para algo como um novo Programa Livre ou um novo MTV Erótica, de cunho comportamental, com outros nomes e cores, claro, arregimentando todas as coisas que aprendemos nesse novo momento de vida em que todos estão com seus barcos no mesmo mar”, conclui.

Confira Babi Xavier apresentando o Programa Livre:

 

 

 






Siga o NaTelinha nas redes sociais


Reportar erro

    COMENTÁRIOS

    Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!