Só na boa

Após polêmicas, Porta dos Fundos gravará especial de Natal sem envolver religião

Porta dos Fundos já protagonizou polêmicas com especiais


Trupe do Porta dos Fundos
Porta dos Fundos se prepara para especial sem religião - Foto: Divulgação

O Porta dos Fundos decidiu que seu próximo especial de Natal para a TV e streaming não envolverá religião. A informação do jornal O Globo desta terça-feira (5) traz que o grupo optou por dar enfoque ao Papai Noel, figura clássica desta época do ano.

Os especiais que a trupe vêm fazendo nos últimos causou muita polêmica. A Primeira Tentação de Cristo, de 2019, foi responsável até por fazer com que um Pai de Santo entrasse na Justiça pedindo R$ 1 bilhão em indenização.

No enredo, Jesus (Gregório Duvivier) volta para a sua casa, após uma viagem de 40 dias no deserto, para comemorar seu aniversário de 30 anos.

Ele chega acompanhado de Orlando (Porchat) e apresenta aos familiares. Os diálogos não são claros, mas há muitas insinuações de que os dois têm um relacionamento amoroso. Claro que todas as situações são cercadas de muito humor.

Após seu lançamento, religiosos fizeram notas de repúdio contra o especial e criaram um abaixo-assinado, pedindo que a Netflix retirasse a atração do seu catálogo. Poucos dias depois, a Justiça do Rio ordenou a retirada do especial do ar, mas o Supremo Tribunal Federal derrubou a decisão.

Porta dos Fundos já venceu Emmy com história bíblica

Porta dos Fundos toma atitude sobre novo especial de Natal

Em Se Beber Não Ceie (2018), a produção de comédia da Netflix teve roteiro de Fábio Porchat. A história mostra que os apóstolos beberam durante o jantar e acordaram com ressaca, percebendo que Jesus Cristo sumiu. A partir daí tudo fica de ponta cabeça e eles precisam descobrir onde foi parar o filho de Deus.

Devido aos conteúdos que ofenderam os cristão mais fervorosos, a sede do grupo humorístico chegou a sofrer ataques. No Natal de 2019, houve um ataque com dois coquetéis molotov. Não demorou muito para que a polícia identificasse os autores, mas um deles se refugiou na Rússia. Seu nome foi incluído na lista de difusão vermelha da Interpol após pedido da Justiça do Rio de Janeiro.

Antonio Tibet chegou a lamentar a lentidão com que o caso andou. "Já passou um ano e três meses, e só um foi preso. E a polícia não conseguiu encontrar esses, entre aspas, amadores. O que está acontecendo? Será que alguém os protege? Será que tem alguém impedindo que isso vá para frente? A gente não sabe", disse.

A nova produção do Porta dos Fundos ainda não tem data de início para as gravações, tampouco data de estreia. 

Porta dos Fundos leva mais de uma década no ar

A trupe foi formada no final de 2011 por Fábio Porchat, Antônio Tabet e Ian SBF. O primeiro trabalho foi lançado em agosto de 2012. Não demorou muito tempo para que o Porta dos Fundos se tornasse o maior canal brasileiro no YouTube em abril de 2013.

Posteriormente, acabou sendo ultrapassado pelo canal de Whindersson Nunes em outubro de 2016. Atualmente, o canal do grupo humorístico conta com 17,3 milhões de inscritos no YouTube. Os vídeos continuam com esquetes curtar, de 3 a 8 minutos. 

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias