Reportar erro
Exclusivo

Amazon vai investir pesado para brigar com Netflix e Globoplay

Plataforma quer ser protagonista no Brasil

Lázaro Ramos, novo contratado da Amazon, posa para foto
Amazon irá brigar com Netflix e com o Globoplay - Foto: Divulgação
Daniel César

Publicado em 23/09/2021 às 05:05:00

A Amazon finalmente irá abrir os cofres no Brasil, por meio da Prime Vídeo, para disputar espaço de mercado com a Netflix e com o Globoplay nos próximos anos. A plataforma de streaming usará 2022 como um modelo de teste para crescimento através de conteúdo original de diversos modelos e com nomes de peso na área artística e por isso não está poupando esforços financeiros em contratações.

Segundo apurou o NaTelinha, o anúncio da contratação exclusiva de Lázaro Ramos e de Ingrid Guimarães são apenas as primeiras de uma série de novidades que a Prime Video está preparando para chamar a atenção do mercado e também mostrar que quer brigar de igual para igual com suas duas principais concorrentes. E 2021 já vem sendo um ano de virada da chave da empresa, já que as duas primeiras séries originais brasileiras foram ao ar, Dom e Manhãs de Setembro.

Nos corredores da Prime Vídeo, a palavra é uma: investir. A ideia não é apenas apresentar projetos na área de dramaturgia, mas também programação, variedade e até reality show. A ordem é espelhar o que a Netflix vem fazendo e brigar de igual para igual.

A intenção, inclusive, segundo apurou a reportagem, é terminar 2022 como a empresa de streaming com maior repercussão do país. A tarefa, como se sabe, é muito difícil porque a disputa é com a Netflix, que tem um catálogo já amplo no Brasil e deve aumentar ainda mais nos próximos meses depois do fim da pandemia, e com o Globoplay, que está escorada nas novelas históricas sendo disponibilizadas para assinantes.

Amazon no Brasil

Amazon vai investir pesado para brigar com Netflix e Globoplay

Nada disso tem assustado a Amazon. Como NaTelinha havia antecipado, para a disputa de assinantes com a Netflix no mundo o Brasil pode fazer a diferença. O próximo passo é buscar nomes de peso no mercado e a sinalização com Lázaro Ramos e Ingrid Guimarães foi bastante clara.

Neste momento a Amazon não pretende fazer novelas, segundo uma fonte da empresa contou à reportagem sob a condição de anonimato. O primeiro passo é investir em séries e programação em geral, mas a busca é por produções polêmicas e que chamem a atenção. Um exemplo que vem sendo utilizado nos corredores da empresa é Dom, que conseguiu furar a bolha e disputou espaço com produções da concorrência, se transformando num dos produtos de streaming mais buscados do ano. 

Ao menos dois autores já foram procurados e estão em negociação para apresentar projetos para a empresa, segundo confirmou uma fonte da plataforma. A ideia é levar ao ar séries e também o antigo formato de minisséries, que a Globo costumava fazer.

Procurada, a Amazon não se manifestou.

NaTelinha no Google News

Acompanhe as exclusivas da televisão, resumos das novelas, as bombas dos famosos, realitys e muito mais na palma da mão.

Siga-nos
Mais Notícias