Reportar erro
Exclusivo

Prime Video abre o cofre e vai investir pesado no Brasil para destronar Netflix no mundo

Streaming da Amazon mira o Brasil para tentar ser a maior plataforma do mundo

Tela dividida com cena de Dom, da Prime Vídeo, e Sintonia, da Netflix
Prime Vídeo vai abrir os cofres para produzir conteúdo nacional e competir com a Netflix - Foto: Montagem
Daniel César

Publicado em 02/07/2021 às 04:15:00,
atualizado em 02/07/2021 às 09:17:54

O lançamento de Dom e de Manhãs de Setembro no mês de junho, pela Prime Vídeo, não foi uma coincidência ou um oásis da plataforma no Brasil. A partir de agora será comum lançamentos nacionais no streaming pertencente a Amazon porque a empresa usará o país como arma para tentar superar a Netflix no mundo e se tornar a líder do mercado em número de assinantes.

Embora a tarefa possa parecer difícil, afinal a Netflix segue líder com folga no mercado brasileiro e a Prime Vídeo já foi, inclusive, ultrapassada pelo Globoplay, a diferença entre as duas gigantes no mercado mundial é ínfima. O mais recente relatório produzido pela plataforma e que foi divulgado em janeiro, mostrou que a empresa já conta com 204 milhões de assinantes em todos os países, enquanto a Prime Video possui 200 milhões, segundo carta enviada para acionistas e assinada por Jeff Bezos, anunciando que o serviço da Amazon Prime chegou a este patamar, incluindo o streaming, que faz parte do pacote.

A diferença de apenas quatro milhões de assinantes pode ser ainda menor, já que a pandemia impediu o lançamento de vários produtos previstos pela Netflix nos países em que ela atua e a Prime Video começou a investir mais pesado em produções próprias. Isso sem considerar que o crescimento da plataforma da Amazon é justificável por conta da diferença de preço entre as duas num momento de retração mundial da economia.

NaTelinha apurou que, desde que contratou o ex-global João Mesquita para o cargo máximo no Brasil, a Prime Vídeo passou a mirar o país como seu alvo principal para o plano de roubar da Netflix o posto de principal empresa de streaming do mundo em número de assinantes. Uma fonte falou à reportagem que, embora a pandemia tenha atrasado os planos, os investimento serão altos nos próximos anos.

Prime Vídeo x Netflix

Prime Video abre o cofre e vai investir pesado no Brasil para destronar Netflix no mundo

Foi relatado a reportagem que  a intenção da Prime Vídeo não é superar a Netflix no Brasil tão cedo e também não é necessariamente roubar público do Globoplay, mas é o de crescer o máximo possível para que os assinantes brasileiros deem o up necessário para que a empresa se torne até o ano que vem a plataforma com mais assinantes que a rival no mundo todo.

A reportagem confirmou com uma fonte que pesquisas encomendadas por João Mesquita indicaram que a Prime Vídeo só conseguiria atingir o patamar de assinaturas na meta em que a Amazon estabeleceu para o Brasil com produção própria e conteúdo original feito para o público daqui. E o caminho foi investir pesado em produções, que levou Dom a receber diversos elogios da crítica e, mais recentemente, fez com que Manhãs de Setembro também apresentasse saldo positivo.

Netflix maior

Prime Video abre o cofre e vai investir pesado no Brasil para destronar Netflix no mundo

Embora a aproximação entre a Prime Vídeo e a Netflix seja palatável, especialistas entendem que ultrapassar a concorrente em número de assinantes não será suficiente para tirar o posto de maior plataforma. Isso porque, a Amazon é uma empresa global que investe em várias frentes com uma única assinatura e nem sempre quem desembolsa os valores navega no serviço de streaming.

Ainda que ter o título de "streaming com mais assinaturas no mundo" possa ser uma guerra particular para a Amazon, especialistas de Walt Street enviaram relatório para acionistas da Netflix deixando claro que a empresa seguirá reinante quando o assunto for produção de streaming e dificilmente perderá o posto de referência nos próximos anos.

Mais Notícias