Reportar erro
Exclusivo

Globo encerra produção de trilhas sonoras de novelas

Emissora não vai mais lançar CDs com músicas tocadas nas tramas do canal

Capas de algumas trilhas de novelas
Globo encerra produção de trilhas sonoras de novelas - Foto: Reprodução
Thomaz Rocha

Publicado em 17/09/2021 às 04:21:00,
atualizado em 17/09/2021 às 09:53:20

Basta um folhetim estrear para os noveleiros correrem para descobrir quais músicas fazem parte da trilha daquela produção. Em tantos anos de teledramaturgia no Brasil, a trilha sonora faz parte da história das novelas e é um atrativo à parte. Como não esquecer a voz de As Frenéticas na abertura de Dancin’Days (1978) cantando "Abra as suas asas, solte suas feras...", ou então a romântica Love by Grace, eternizada por Lara Fabian, que dramatizou a cena em que Camila (Carolina Dieckmann) raspa a cabeça em Laços de Família (2000) e emocionou todo o Brasil.

Ao longo dos anos, o público pode guardar a trilha sonora das novelas através das fitas K7, objeto extinto há anos, e também em LP, que teve sua última versão disponível em 1997, com A Indomada. Desde então, as músicas das tramas eram lançadas apenas por CD, formato iniciado na teledramaturgia da Globo a partir de O Salvador da Pátria Internacional, em 1989.

Nos anos 90, as trilhas viveram seu ápice do sucesso, tanto que o primeiro volume de O Rei do Gado (1996) superou a marca de 2 milhões de tiragens (tendo em vista todos os formatos disponíveis), número até hoje não superado por nenhuma outra produção da TV. Ao longo dos anos, a tiragem das trilhas em CD foram diminuindo até chegar às unidades mínimas.

Recentemente, nas últimas trilhas sonoras das novelas globais, foram confeccionados cerca de 1000 unidades de cada folhetim para comercialização. Com a chegada da pandemia da Covid-19, a situação se complicou de vez. O NaTelinha apurou que a Globo encerrou de vez a produção das trilhas sonoras de novelas em mídia física (CD).

A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da Som Livre, gravadora do Grupo Globo que foi responsável pelas trilhas sonoras das novelas por 50 anos. "Salvo algumas exceções, como lançamentos especiais, a Som Livre não está produzindo material físico de trilhas sonoras e nem de artistas", respondeu a gravadora. 

Apesar do encerramento da produção das mídias físicas, nada impede que a Globo lance as trilhas em plataformas digitais. O NaTelinha procurou a Globo, que não respondeu aos questionamentos sobre o fim dos CDs de novelas da emissora e a disponibilização das músicas em mídias digitais. As últimas trilhas sonoras em CD lançadas pela Globo foram Amor de Mãe vol. 2 e Salve-se Quem Puder vol. 1.

Colecionadores de trilhas sonoras em CD lamentam a decisão da Globo

O noveleiro e colecionador de trilhas sonoras Pedro Andrade lamenta o fim dos CDs com músicas de novelas. "A importância dessas trilhas sonoras não acabarem é uma forma de você manter um vínculo, tanto musical, quanto televisivo, com aquela trama. É uma lembrança, uma extensão. Quando a novela acaba, a trilha que fica, por isso que é importante. É uma maneira de você revisitar o passado e revisitar as novelas", analisou.

"É importante ter a trilha física porque realmente você consegue pegar, olhar as fotos e lembrar da trama. Eu como sou muito apegado ao físico, toda vez que eu pego o CD, eu, de fato, me sinto conectado com aquela trama, novelas e personagens", afirma Pedro Andrade. 

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias