Reportar erro
Exclusivo

Número 1 da Netflix no Brasil deixa a empresa

Executiva estava há mais de três anos no cargo

Logo da Netflix
Maria Angela não é mais diretora da Netflix - Foto: Reprodução
Daniel César, com Naian Lucas Lopes

Publicado em 01/03/2021 às 16:00:00

Diretora de produções originais da Netflix no Brasil desde 2017, Maria Angela de Jesus não faz mais parte da empresa, segundo apurou o NaTelinha. A plataforma de streaming fará o anúncio oficial ainda nesta segunda-feira (1º).

 “Me sinto grata por ter contribuído com a incursão da Netflix em séries de TV roteirizadas, criando conteúdos únicos e autênticos. Tive oportunidades incríveis de trabalhar com talentos diversos - na frente e atrás das câmeras - para levar histórias brasileiras ao mundo. Não poderia me sentir mais orgulhosa sobre tudo que alcançamos e desejo ao time muito sucesso, enquanto sigo em novos desafios na minha carreira”, diz a ex-diretora da Netflix em comunicado antecipado à reportagem.

“Maria Angela é uma criativa talentosa e foi uma parceira importante para a  nossa estratégia de conteúdo local. Séries como Bom Dia, Verônica, Coisa Mais Linda e Reality Z nos ensinaram muito sobre como abordar diferentes gêneros. Somos enormemente gratos por suas contribuições e desejamos muito sucesso na próxima fase de sua carreira”, agradece Francisco Ramos, vice-presidente de conteúdo para a América Latina.

Número 1 da Netflix no Brasil deixa a empresa

Conforme apurou o NaTelinha, a saída de Maria Angela estava sendo ensaiada desde o ano passado. Seu principal legado dentro da empresa foi buscar conteúdos diversificados, dando mais oportunidades a artistas negros, LGBTQI+, entre outros.

Ela chegou à Netflix com muita experiência, pois trabalhou durante 21 anos na HBO, sendo que 10 foram como Vice-Presidente de Conteúdo. O currículo a gabaritou para assumir à função de diretora de produções originais da empresa de streaming no Brasil.

Sob seu comando, a plataforma aprovou produções como 3%, Coisa Mais Linda e, mais recentemente, Bom Dia Verônica e Cidade Invisível – essa última tem sido uma das séries mais vistas em mais de 60 países. Porém, mesmo com bom relacionamento com diretores de cinema e séries, ela teve dificuldade com novelistas.

Maria Angela, Netflix e as novelas

Número 1 da Netflix no Brasil deixa a empresa

Desde que chegou ao Brasil, a Netflix tem como sonho produzir novelas. Inclusive, em entrevista ao NaTelinha, Francisco Ramos explicou que já há um plano da empresa para que isso ocorra. “Claro que produzir uma novela brasileira é uma ambição e parte do nosso plano, mas não tenho mais informações para compartilhar neste momento”, disse na ocasião.

Contudo, Maria Angela não era bem vista pelos novelistas brasileiros. Em janeiro, o site noticiou que o modelo adotado pela diretora estava irritando os autores. O discurso unânime é de que a Netflix Brasil não tem interesse em produzir séries autorais, no modelo que a Globo implantou para suas telenovelas e que fez muito sucesso ao longo dos anos.

No mercado de produtoras muito se fala que a direção da plataforma não tem interesse real em contratar nenhum ex-autor da Globo e que somente fez contato como dinâmica de mercado para dar uma espécie de satisfação para os chefes americanos. Isso pode ter levado a executiva a deixar o cargo na empresa.

Mais Notícias