Anos 80

Hoje missionário, ex-paquito detona Xuxa e admite que "queria aparecer mais que ela"

"Eu cantava ao vivo, porque ela não cantava nada", disse Xand Canhoni, em entrevista


Ex-paquito Xand Canhoni hoje trabalha como missionário na África
"Eu queria aparecer mais que a Xuxa", relatou o ex-paquito Xand Canhoni em entrevista - Fotos: Reprodução

Ex-paquito de Xuxa e hoje missionário na África, Xand Canhoni soltou o verbo contra a Rainha dos Baixinhos em entrevista divulgada nesta terça-feira (7). Após integrar o elenco do Xou da Xuxa entre 1982 e 1992, na Globo, ele seguiu carreira solo e acabou enveredando para a religião. Atualmente, ele tem 19 filhos no Níger, país localizado na África Ocidental.

“Eu queria aparecer mais que a Xuxa. Eu achava que a Marlene Mattos devia investir mais tempo em mim, porque eu dançava e cantava mais do que a Xuxa. Eu cantava ao vivo, porque ela não cantava nada. Aí, me faziam usar playback no palco e isso para quem é músico é o fim”, relatou Xand Canhoni, em entrevista concedida à revista Quem.

Ele afirmou ainda que Michael Sullivan, compositor de muitos dos sucessos de Xuxa e também produtor musical, queria transformá-lo “no maior showman do país”. Essa ambição o fez seguir carreira solo.

“Tinha 17 anos e pintou o convite para trabalhar com a Xuxa. Falei 'Trabalhar com criança?', mas falaram que era para cantar e eu pensei na minha carreira solo.”

Xand Canhoni

Atualmente, Xand usa seu conhecimento de vários idiomas para ensinar crianças e jovens em sua missão no Níger. Ele canta em espanhol, alemão, francês, italiano e o coreano. Ao lado da mulher, a escritora e design Giovana, ele cria 19 filhos e 14 netos no país africano.

Bozo culpa Xuxa pelo fim do personagem: "Está pagando preço por enganar crianças"

imagem-texto

O ex-comediante Wanderley Tribeck, conhecido como Wandeko Pipoca, o primeiro ator a dar vida ao palhaço Bozo na TV, culpou Silvio Santos e Xuxa pelo fim do personagem. Em entrevista na semana passada, o artista, que se tornou pastor evangélico, criticou a sexualização da mulher nos programas de televisão, inclusive infantis.

“O Silvio [Santos] começou a colocar mulher de shortinho no programa. Falei para ele que não daria certo”, relatou Wandeko Pipoca, o primeiro palhaço Bozo, em entrevista ao podcast Inteligência Limitada, no YouTube. “Eu saí do ar por causa da Xuxa. Como é que eu vou concorrer com a Xuxa e com as paquitas. Bumbumzinho tudo lá, quem ia querer ver o Bozo?”, indagou.

“Entrou no lado sexual e ela tá pagando um preço muito alto por isso. Por enganar as crianças. Porque se você é ídolo de crianças, você tem que trabalhar com crianças a vida toda. Eles vieram com 'Rainha dos Baixinhos' e agora abandonaram as crianças. Eu não abandonei as crianças, eu saí porque não podia concorrer com ela.”

Wandeko Pipoca
Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias
Outros Famosos