No banco dos réus

Justiça italiana prepara extradição de Robinho após condenação por violência sexual

Um pedido de prisão internacional também pode ser emitido nos próximos dias


Robinho de boca aberta
Justiça italiana prepara extradição de Robinho após condenação por violência sexual - Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (31), a Justiça italiana iniciou o processo de extradição de Robinho, após o craque ser condenado a violência sexual. O pedido de execução de pena contra o jogador de futebol Robinho e seu amigo, Ricardo Falco, foi registrado na Procuradoria de Milão, na Itália, segundo o jornal Corriere Della Sera. Além da extradição, um pedido de prisão internacional também pode ser emitido nos próximos dias.

De acordo com a legislação brasileira, o jogador de futebol e Ricardo não podem ser extraditados diretamente, mas um mandado internacional de prisão impedem que os réus realizem viagem fora do país.

Mesmo com a condenação em definitivo, o tratado de cooperação judiciária em matéria penal entre Brasil e Itália, assinado em 1989 e ainda em vigor, não prevê que uma condenação imposta pela justiça italiana seja aplicada em território brasileiro.

A Corte de Cassação da Itália, última instância do judiciário do país, confirmou, no dia 19/01, a condenação de Robinho e Ricardo pelo crime de violência sexual de grupo contra uma mulher, em 2013. Ambos devem cumprir nove anos de prisão. A sentença vai sair em 30 dias.

O julgamento ocorreu na Corte de Cassação de Roma, que no ordenamento jurídico italiano é equivalente ao Supremo Tribunal Federal no Brasil. O jogador e seus advogados apresentaram um último recurso, que foi negado pela corte italiana.

Saiba como foi o crime que Robinho foi acusado

O crime ocorreu na boate Sio Café, em Milão, em 2013, período em que o jogador estava no elenco do Milan. A decisão da Justiça é baseada no artigo 609 bis do código penal italiano.

Os advogados de Robinho dizem que a mulher aceitou participar do ato sexual. Em depoimento em 2014, o atleta afirmou que esteve com a moça, que ela praticou sexo oral, contudo, com a autorização dela e sem a participação de terceiros.

No entanto, a mulher deu outra versão. Ela alega que estava “completamente bêbada”, quando foi dominada e forçada a ter relações sexuais com o jogador e outros homens. Em outubro, o portal de notícias esportivos da Globo apresentaram diálogos entre Robinho e seus amigos que embasaram a condenação.

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos