Reportar erro
Na rua

Ator é demitido depois de recusar vacina contra a Covid-19: "Isso dói"

Artista estava há mais de 30 anos em emissora

Steve Burton em cena
Ator é demitido depois de recusar vacina contra a Covid-19 - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 24/11/2021 às 20:25:50

Steve Burton foi demitido do canal ABC após se recusar a tomar a vacina contra a Covid-19. O astro está atualmente no ar na série médica General Hospital, produção da qual participava há 30 anos. O ator usou as redes sociais para confirmar a notícia e lamentar a decisão da emissora americana. Através de um vídeo publicado no Instagram, Steve afirmou que a ABC vem cumprido a ordem do governo local, que impôs regras severas de combate à pandemia.

"Infelizmente, o General Hospital me dispensou por causa da ordem de vacinação. Eu solicitei minhas isenções médicas e religiosas e ambas foram negadas; o que dói, mas isso também se trata de liberdade pessoal para mim. Eu não acho que ninguém deveria perder seu sustento por causa disso", pontuou o artista.

"Sempre serei grato por meu tempo em General Hospital. Amo lá, cresci lá, cresci com alguns de vocês. Sempre serei grato por isso. Talvez um dia, se esses mandatos forem suspensos, eu possa voltar e terminar minha carreira como Jason Morgan (seu personagem). Isso seria uma honra. Do contrário, vou aproveitar essa experiência incrível, seguir em frente e ser eternamente grato", apostou.

Jason Morgan é um dos personagens mais antigos na série. A primeira aparição dele foi em 1981 e ficou até 1988 sendo interpretado por Quinn Carlson e Bryan Beck. Steve estava na série desde 1991.

Gusttavo Lima tem show suspenso por não cumprir normas contra a Covid-19

Gusttavo Lima teve um show cancelado por não cumprir todas as normas obrigatórias contra a Covid-19. A apresentação aconteceria em Colatina, no Espírito Santo, na noite da sexta-feira (19).

Segundo informações do jornal A Gazeta, o encerramento do evento intitulado de Embaixador In Colatina foi um pedido do Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES) e concedido pela Vara da Fazenda Pública Estadual, Municipal, de Registros Públicos e Meio Ambiente. A alegação é de que a produção não estipulou a quantidade de público, nem informou a logística para receber as pessoas.

 

Mais Notícias
Outros Famosos