Reportar erro
Na Justiça

Sikêra Jr é processado mais uma vez por homofobia

Político entrou com ação contra o apresentador do Alerta Nacional

Sikêra Jr preocupado durante o Alerta Nacional; Agripino Magalhães em mesa de trabalho
Sikêra Jr é processado mais uma vez por homofobia - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 19/08/2021 às 18:05:00

Na tarde desta quinta-feira (19), Agripino Magalhães, suplente de Deputado Estadual por São Paulo e ativista da causa LGBTQIA+, abriu processo contra Sikêra Jr. O político pede uma indenização de R$ 100 mil por homofobia, calúnia e difamação cometidos pelo apresentador do Alerta Nacional. Durante seu programa na RedeTV!, Sikêra atacou Agripino com palavras polêmicas.

"É aí apareciam os líderes, as associações. Tem um cabra safado lá de São Paulo, que é suplente, o suplente de baitola. Aquele cabra safado do ventão, né? Aí 'eu estou representando contra ele, o ventão' ah vai dá teu caneco pra lá, cabra safado isso é coisa de... isso é coisa de... de vagabundo rapaz, coisa de vagabundo, giletão, de giletão", disse Sikêra durante o Alerta Nacional.

"É muita audácia! Me chamar de 'ventão' e que os gays são 'raça desgraçada', e não quer ser chamado de homofóbico? Se o que ele falou do mim não é homofobia, o que mais o será?", afirmou Agripino, que entrou com ação nesta quinta-feira (19) conta o comunicador.

Sikêra Jr sofre críticas após comentário homofóbico

Sikêra Jr coleciona muitos processos em suas costas. Diversas pessoas entraram com ação contra o apresentador e empresas deixaram de anunciar em seu programa, principalmente depois que ele chamou homossexuais de “raça desgraçada”, ao atacar uma campanha publicitária de uma marca de restaurante que apoiou o Dia do Orgulho LGBTQIA+.

Uma empresa odontológica chegou a cancelar o cachê de R$ 60 mil que pagava para o comunicador, após a polêmica. Na edição de hoje, o apresentador afirmou que respeita todas as pessoas, mas que sempre vai defender o que chamou de "família tradicional".



Mais Notícias
Outros Famosos