Reportar erro
Cortina de fumaça

Sikêra Jr se pronuncia ao vivo após críticas por declaração homofóbica: "Me arrependo"

Apresentador do Alerta Nacional minimizou a situação e pediu desculpas

Sikêra Jr durante apresentação do Alerta Nacional
Sikêra Jr se pronuncia ao vivo após fazer declaração homofóbica - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 29/06/2021 às 18:20:55,
atualizado em 29/06/2021 às 19:00:08

Durante o Alerta Nacional desta terça-feira (29), Sikêra Jr abriu o programa pedindo desculpas para quem se sentiu ofendido por suas declarações homofóbicas feitas recentemente. No programa da sexta-feira (25), o apresentador chamou homossexuais de “raça desgraçada”, ao atacar uma campanha publicitária de uma marca de restaurante que apoiou o Dia do Orgulho LGBTQIA+.

Após os comentários, Sikêra recebeu muitas críticas, inclusive de famosos, como Ludmilla, que não aceitaram o ataque homofóbico do apresentador.

Algumas marcas que têm cotas no Alerta Nacional, inclusive, retiram o patrocínio do programa e repudiaram a fala de Sikêra. Uma empresa odontológica chegou a cancelar o cachê de R$ 60 mil que pagava para o comunicador, após a polêmica. Na edição de hoje, o apresentador afirmou que respeita todas as pessoas, mas que sempre vai defender o que chamou de "família tradicional".

"Eu quero pedir licença aos meus colegas, aos meus diretores, pra falar algo que está me incomodando desde a última sexta-feira. Eu venho recebendo milhares de mensagens (de pessoas) incomodadas com o comentário que eu fiz sobre o comercial que se utilizou de crianças para promover a diversidade sexual. Eu recebi apoio de muitos, mas também fui alvo de muitas críticas e ataques. Sei também que colegas de trabalho que atuam nesse canal também foram atacados", começou.

"Primeiro, eu quero deixar claro uma coisa: Tudo que eu falo nesse programa é de minha responsabilidade. Eu nunca fugi, não vai ser agora que eu vou fugir da minha responsabilidade. Digo e mantenho a minha palavra. Quem trabalha comigo sabe o profundo respeito que eu tenho por cada um. Não importo com sexo, religião, cor da pele, aqui todo mundo é tratado com respeito, com carinho. Eu desafio qualquer um que me critica encontrar, em outro jornal policial ou não, tantos homossexuais trabalhando na frente e atrás das câmeras como esse programa, sem filtro, sem nenhuma orientação para se esconder", explicou. Assista:

Sikêra Jr pede desculpas por fala polêmica

Na sequência, Sikêra continuou falando sobre o caso: "Eu faço questão de trabalhar com gente livre pra dizer o que pensa e se mostrar como são, mas eu como pai, como avô, eu não posso me calar quando eu vejo crianças sendo usadas como peça publicitária para vender uma ideologia. Criança precisa brincar, estudar, principalmente, ser criança. Dito isto, eu preciso reconhecer que me excedi sim, no calor do comentário, querendo proteger a inocência de criança, que eu defendo não é de hoje… Eu posso ter usado palavras que me arrependo, sou humano. Quantas vezes já falei que errei e vou errar?"

"Ninguém está imune de errar. Como eu falei, eu tenho a responsabilidade de pedir desculpas publicamente. Eu aprendi muito com essa lição. Vou seguir aqui na batalha para defender a família tradicional, para defender as crianças, mas sem nunca desrespeitar quem pensa diferente de mim. Aqui não tem censura nesse programa. Vou continuar defendendo a família brasileira. Você que se sentiu ofendido, eu lhe peço perdão. Me extrapolei, como revoltado com o que eu vi naquele comercial, que eu continuo contra. Você que se sente ofendido, o que eu posso fazer agora como humano, como homem de bem, é dizer: Me perdoe. Minha opinião continua a mesma, viva a família brasileira!"



Mais Notícias