Reportar erro
Vínculo forte

MC VK afirma que não empurrou MC Kevin de sacada e dispara: "Vocês são loucos"

"Não tive como ajudar", acrescentou o funkeiro

MC VK chorando e Kevin sorrindo
MC VK detona haters - Foto: Reprodução/Instagram
Redação NT

Publicado em 14/07/2021 às 09:30:38,
atualizado em 14/07/2021 às 10:20:18

MC VK, que estava com MC Kevin no dia de sua morte em um hotel no Rio de Janeiro, há dois meses, fez uma série de vídeos nessa terça-feira (13) para revelar que chegou a ser ameaçado e virou alvo de comentários de ódio. Mas enfatiza que não empurrou o amigo. "Vocês são loucos da internet, não é o que está no coração não", disparou.

"Estou chegando aqui humildemente para quem não 'tacou pedra', para quem não julgou sem saber. E eu quero que todo mundo que nunca colou do nosso lado, do meu lado e do lado do Kevin, que não sabia do nosso dia, que não sabia do nosso vínculo, que não sabia como era nossa rotina, quero que todo mundo vai se f... Querendo dar ponto de vista sem saber como se passava a nossa rotina, a nossa vida", contou.

Segundo MC VK, quem era próximo sabia do vínculo dos dois. "Leve em mente que não teve brincadeira, não empurrei, não tive como ajudar ele... Se tivesse como ajudar, ia me jogar no lugar dele. Não tinha como ajudar, eu não vi. Não quero nem saber o que vocês pensam. Minha satisfação é para a família dele."

E continuou: "Se a pessoa chora, vocês reclamam, tá fingindo. Não vou ficar me vitimizando, entendeu? Eu tenho respeito pela família porque eu mandei malzão de não ter chegado na família no dia. Fui pro hospital, do hospital fui pra delegacia, da delegacia fiquei sabendo por terceiros que eu ia morrer. Não prejudiquei o moleque, não. O resumo é esse".

Viúva de MC Kevin diz que foi homicídio

imagem-texto

No início desta semana, Deolane Bezerra voltou a falar sobre um possível envolvimento dos amigos do funkeiro na morte. As investigações apontaram que o músico faleceu após cair da varanda de um hotel, na Barra da Tijuca, no Rio, depois que Kevin tentou passar para outro apartamento. Em entrevista para Sérgio Mallandro, no podcast Papagaio Falante, a advogada deu sua opinião sobre o que aconteceu no dia da morte do marido.

"A verdade é que ele foi lá dar uma afogada no ganso. Ele estava bem louco. Bebeu, constou (no laudo) que ele usou droga sintética. Ele não estava em si. O que aconteceu lá, eu não sei, não tenho noção... Só sei que tem três pessoas mentindo. É tudo contraditório. Até o que falaram nos depoimentos e na mídia. Eles se desmentem", disse.

"Para ser um acidente, não tem que ter maldade. Prefiro ir na linhagem do crime. Um acidente através de uma brincadeira de mau gosto já é maldade. Uma brincadeira sadia, é diferente. Não é brincadeira você estar em um quarto com uma garota de programa e falar 'Sua mulher chegou aí' para alguém que está transtornado. Isso não existe. É uma brincadeira que não se cogita", analisou.



Mais Notícias
Outros Famosos