Reportar erro
Desabafo

Samantha Schmütz lamenta atrito com Deborah Secco: "Estava muito chateada"

Atriz e humorista também falou da saudade do amigo Paulo Gustavo, vítima da Covid-19

Samantha Schmütz criticou Deborah Secco por postar banalidades em meio à pandemia
Samantha Schmütz alfinetou Deborah Secco logo após a morte de Paulo Gustavo - Fotos: Reprodução/Instagram
Redação NT

Publicado em 20/06/2021 às 14:15:00

A morte do amigo Paulo Gustavo (1978-2021), vítima da Covid-19, mexeu com Samantha Schmütz. Em entrevista ao jornal O Globo, divulgada neste domingo (20), a atriz e humorista falou sobre a saudade e também de sua reação nas redes sociais. Desde a perda do colega de longa data, ela tem criticado incisivamente os artistas que não se posicionam politicamente e que publicam banalidades em meio à pandemia.

Uma das famosas criticadas por Samantha Schmütz foi Deborah Secco. Em comentário no Instagram, a atriz da Globo sugeriu que a colega mudasse o sobrenome para “Toscca”, por continuar postando conteúdo publicitário e dancinhas em seus perfis nas redes sociais após a morte de Paulo Gustavo.

"Falamos com tantas pessoas na internet e não estamos tratando assuntos sérios. Não é para as pessoas pararem de fazer publicidade ou dancinhas. Não é isso. Mas é cruel fazer neste momento. Mais uma vez, não estou apontando o dedo para alguém. Todos nós temos que nos questionar: Será que é legal só mostrar a vida maravilhosa?”, desabafou Samantha.

Arrependida, ela deseja encontrar Deborah para uma conversa no futuro. “Não quero transformar isso numa briga pessoal. Estava muito chateada quando falei aquilo sobre a Deborah; a morte do Paulo estava muito recente. Eu errei, não foi legal. Não deveria ter feito. O dia que nos encontrarmos, quero falar sobre esse assunto com ela. Não desejo que isso vire uma grande coisa.”

Samantha Schmütz sobre saudade de Paulo Gustavo: “Choro todos os dias”

Samantha Schmütz lamenta atrito com Deborah Secco: \"Estava muito chateada\"

Investindo na música, Samantha Schmütz lança 15 músicas escritas há 20 anos, com foco no samba. O projeto marca uma nova fase na vida da artista, abalada desde o último dia 4 de maio, com a morte de Paulo Gustavo por complicações causadas pela Covid-19. Desde então, ela se mostrou uma fera com a atuação do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia, e já disparou indiretas para colegas como Juliana Paes.

Ainda em entrevista ao jornal O Globo, a humorista falou da saudade do amigo. "Paulo levou a metade da alegria do Brasil. Ele era próximo de todo mundo. Se essa pessoa que era parente do país inteiro não nos comoveu a ponto de realmente nos levantar, o que vai?”, questionou.

“Choro todos os dias desde que meu amigo partiu. É difícil. Todo lugar em que vou eu me lembro dele. São muitas recordações", confessou Samantha.



Mais Notícias
Outros Famosos