Reportar erro
Ideologia

Samantha Schmütz compartilha texto sobre ser de esquerda: "Senso de justiça social"

Atriz afirmou que não troca "dor incômoda pela felicidade egoísta"

Samantha Schmütz falou sobre ser de esquerda
Samantha Schmütz tem se posicionado politicamente - Foto: Reprodução/GNT
Redação NT

Publicado em 18/06/2021 às 17:17:00

A atriz Samantha Schmütz usou seu perfil do Instagram nesta sexta-feira (18) e compartilhou um desabafo sobre defender posicionamentos ideológicos de esquerda. O texto nos stories da artista fala sobre “colocar o coletivo acima do individual” e que tal postura é dolorida.

“Ser de esquerda é dolorido. Esse senso de justiça social e essa empatia nos faz sentir a dor do outro mesmo quando vida tá tranquila, ajeitada. Colocar o coletivo acima do individual é assim mesmo, faz parte. Mas não troco essa dor incômoda pela felicidade egoísta do outro lado”, diz a mensagem.

Desde a morte de Paulo Gustavo, Samantha tem sido um dos nomes mais participativos do debate político do país. Ela vem realizando críticas aos artistas considerados “isentões” e desaprovado o comportamento de quem tem apoiado o governo do presidente Jair Bolsonaro.

"Eu fico indignada com quem tem voz e não fala", afirmou ela no Saia Justa da última quarta (16). "Quem tem voz, tem que falar. Pra que você tem voz? A gente tem que silenciar quem não quer falar. Eu não parei de seguir muitas pessoas que eu até gostaria, mas eu não vou dar like, não vou curtir, não vou dar engajamento pra quem não tô vendo se preocupar com o país", acrescentou ela.

Samantha Schmütz compartilha texto sobre ser de esquerda: \"Senso de justiça social\"

Morte de Paulo Gustavo transformou Samantha Schmütz

Samantha relembra que sempre se posicionou. "Essa coisa da morte do Paulo [Gustavo], ele era um símbolo, uma alegria pro Brasil. Isso mexeu muito comigo e dois dias após o enterro do Paulo, eu vi o presidente imitando uma pessoa sem ar e fiquei, 'não é possível'. É um desrespeito às famílias sofrendo nos hospitais. Fiquei imaginando o Paulo cheio de tubos, de cabeça pra baixo, de bruços, pra tentar respirar. As pessoas tão lutando pela vida e não dá pra brincar com isso", acredita.

Segundo ela, há artistas que estão "em Nárnia", em outro mundo. "Estão em outro país. Não é possível", lamentou, ao relatar que passa por feeds de colegas que ignoram o atual momento.



Mais Notícias